20:48 02 Dezembro 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    124
    Nos siga no

    Nesta terça-feira (20), o ministro da Economia, Paulo Guedes, deu uma série de declarações durante conferência virtual e afirmou que "será um grande erro não investir no Brasil".

    Conforme publicou o portal G1, durante a conferência realizada pelo Milken Institute, Guedes apelou aos investidores internacionais para que mantenham ativos no Brasil e aguardem efeitos das reformas estruturais. "Será um grande erro não investir no Brasil", disse. Segundo ele, o governo pretende continuar com as reformas a partir de 2021.

    Guedes também prometeu que o governo não aumentará impostos e que reduzirá juros corporativos, comparando seus planos aos do ex-presidente dos Estados Unidos, Ronald Reagan, e da ex-premiê do Reino Unido, Margaret Thatcher – ambos ícones neoliberais.

    O ministro da Economia elogiou o governo do presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, e afirmou que o governo se provou democrático, apesar de "muito barulho" durante a campanha presidencial de 2018. Guedes afirmou que o Brasil está sem corrupção há um ano e meio: "é como se fosse um século!", exclamou.
    Ministro da Economia, Paulo Guedes, durante coletiva de imprensa em Brasília
    © Folhapress / Pedro Ladeira
    Ministro da Economia, Paulo Guedes, durante coletiva de imprensa em Brasília

    Apesar dos elogios, o ministro garantiu que trabalha para impedir que Bolsonaro estoure o chamado teto de gastos, que impõe um limite às despesas e investimentos do governo. Após o anúncio, seguido de recuo, na proposta do Renda Cidadã, formulado pelo governo para substituir o Bolsa Família e dar prosseguimento ao auxílio emergencial, cresceu a preocupação, em particular no mercado financeiro, em relação ao teto de gastos.

    "Ele quer ser herói, mas nosso papel é segurá-lo abaixo do teto de gastos", afirmou o ministro apontado como fiador econômico da campanha de Bolsonaro.

    Guedes também comentou os números recordes de desmatamento e queimadas registrados pelo atual governo, o que vem sendo apontado como um problema na entrada de investimentos estrangeiros no país. Segundo o ministro, o Brasil é "mal interpretado" nessa questão, reforçando que o país tem as "matrizes energéticas mais verdes do mundo" e que "ninguém é mais generoso com a população nativa" do que o Brasil.

    Mais:

    Pouco após defender imposto nos moldes da CPMF, Guedes diz que 'pode desistir' da ideia
    Governo não estenderá auxílio emergencial para 2021, revela Paulo Guedes
    Guedes diz que Brasil se saiu bem no combate à crise e só perdeu 1 milhão de empregos
    Tags:
    Margareth Thatcher, Ronald Reagan, Ministério da Economia do Brasil, Jair Bolsonaro, Paulo Guedes
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar