22:16 19 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    COVID-19 no Brasil em meados de outubro (33)
    0 10
    Nos siga no

    Hospital seguia aberto em razão de uma ação do Ministério Público e da Defensoria Pública, que temiam o aumento de casos da COVID-19.

    A Justiça do Rio de Janeiro determinou na noite desta sexta-feira (17) a desmontagem do hospital de campanha do Maracanã, o último ainda em funcionamento no estado do Rio de Janeiro.

    As informações foram publicadas pelo portal G1.

    Desde sexta-feira (17), as equipes de médicos estão sendo dispensadas. O processo de desmonte, segundo o governo do estado, deve durar 45 dias.

    Uma reunião com fornecedores na próxima segunda-feira (19) vai estabelecer um cronograma de retirada de equipamentos e estruturas físicas.

    Caso na justiça

    Em agosto, a justiça do Rio de Janeiro negou um recurso movido pelo governo do estado e ordenou que o hospital do Maracanã continuasse aberto.

    Na ocasião, a decisão foi tomada pelo presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, o desembargador Claudio de Mello Tavares.

    Em sua sentença, Claudio de Mello escreveu que todos os esforços para controlar a COVID-19 devem ser tomados.

    "Há um constante acréscimo de número de infectados e óbitos, o que revela uma triste realidade em face da qual devem ser empreendidos todos os esforços para amenizar ou controlar tal aceleração, sem olvidar da possibilidade de recrudescimento da pandemia", defendeu.
    Tema:
    COVID-19 no Brasil em meados de outubro (33)

    Mais:

    Após tentativa de invasão, PM usa gás lacrimogêneo contra torcedores no Maracanã (VÍDEO)
    Mito? É criada hashtag para abafar vaias contra Bolsonaro no Maracanã – Vídeos, Foto
    Profissionais do hospital de campanha do Maracanã dizem que ventiladores foram retirados
    Tags:
    desmonte, hospital, COVID-19, Estádio do Maracanã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar