21:42 19 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    468
    Nos siga no

    Neste sábado (17), o Ibope divulgou os resultados de uma pesquisa sobre a popularidade do presidente brasileiro Jair Bolsonaro nas capitais do país.

    A pesquisa publicada pelo portal G1 ouviu pessoas em 25 capitais brasileiras e apontou que a avaliação positiva do presidente varia de 18%, em Salvador (BA), a 66%, em Boa Vista (RR), evidenciando as diferenças na percepção dos brasileiros em relação a Bolsonaro.

    A rejeição ao presidente também coloca as duas capitais em extremos, sendo que na capital baiana a taxa alcança 62% e na capital de Roraima, 15%.

    Segundo o Ibope, Bolsonaro apresenta uma média de aprovação maior nas regiões Norte e Centro-Oeste do Brasil, e menor no Nordeste, Sul e Sudeste, levando em conta a média nacional.

    Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, durante cerimônia no Ministério de Minas e Energia, Brasília, 28 de setembro de 2020
    © AP Photo / Eraldo Peres
    Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, durante cerimônia no Ministério de Minas e Energia, Brasília, 28 de setembro de 2020

    Na região Norte, a capital com maior aprovação a Bolsonaro é Boa Vista (RR), com 66%; no Centro-Oeste, em Cuiabá (MT), com 49%; no Nordeste, em João Pessoa (PB), com 43%; no Sul, em Curitiba (PR), com 40%; e no Sudeste, em Belo Horizonte (MG), com 50%.

    Já a reprovação ao presidente é maior, na região Norte, em Belém (PA), com 43%; no Centro-Oeste, em Goiânia (GO), com 33%; no Nordeste, em Salvador (BA), com 62%; no Sul, em Porto Alegre (RS), com 50%; e no Sudeste, em São Paulo (SP), com 48%.

    A última pesquisa nacional do Ibope sobre a popularidade de Bolsonaro mostrou uma aprovação de 40% e uma reprovação de 29%, sendo que outros 29% consideraram o governo regular.

    Mais:

    Pesquisa revela: 4 em cada 10 brasileiros consideram o governo Bolsonaro bom ou ótimo
    Renda Cidadã é parte de iniciativa de mudança da base de apoio bolsonarista, diz pesquisadora
    Cercado de críticas, Renda Cidadã 'assusta' mercado e será adiado para 2021, apontam analistas
    Tags:
    Ibope, Brasil, Jair Bolsonaro
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar