15:40 29 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    COVID-19 no Brasil em meados de outubro (54)
    2166
    Nos siga no

    Mais de metade dos entrevistados na pesquisa expressaram confiança em vacina contra novo coronavírus produzida da Rússia, segundo levantamento.

    De acordo com uma pesquisa feita pelo instituto Real Time Big Data e publicada pela CNN Brasil nesta sexta-feira (16), 53% dos entrevistados disseram "sim" ao responder à pergunta sobre se eles tomariam uma potencial vacina da Rússia. Além disso, 38% deram resposta negativa e mais 9% disseram não saberem.

    No que se trata de vacinas de Oxford, Reino Unido, e dos EUA e da Alemanha, 68% aceitaram tomar.

    Sobre uma vacina da China, 48% responderam que aceitariam e 46% rejeitaram o medicamento.

    Frascos da vacina Sputnik V (foto de arquivo)
    © Sputnik / RFPI e Centro Nacional de Pesquisa de Epidemiologia e Microbiologia Gamaleya
    Frascos da vacina Sputnik V (foto de arquivo)

    Em suas perguntas o instituto não citou nomes de vacinas ou fabricantes. Ao invés disso, mencionou apenas os países de origem, isto é: "Você tomaria uma vacina da China?" (e em seguida da Rússia, de Oxford e dos EUA/Alemanha).

    A pesquisa foi feita por telefone entre os dias 13 e 14 de outubro. Foram ouvidas mil pessoas e a margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos.

    As vacinas

    Vale lembrar que no Brasil estão em teste as seguintes vacinas: a da farmacêutica chinesa Sinovac, em parceria com o Instituto Butantan; a da Universidade de Oxford/AstraZeneca (Reino Unido); a da Pfizer/BioNtech (EUA e Alemanha); e a da Johnson & Johnson/Janssen (Bélgica).

    Tema:
    COVID-19 no Brasil em meados de outubro (54)

    Mais:

    Empresa farmacêutica Pfizer vai testar vacina contra COVID-19 em jovens a partir dos 12 anos
    'Sem efeitos adversos': ministro russo explica escolha de vacina baseada em adenovírus humano
    Rússia inicia testes da vacina Sputnik V em pessoas de mais de 60 anos
    Rússia pode começar produção de sua 3ª vacina contra COVID-19 em 2021
    Tags:
    pesquisa, Brasil, vacinação, vacina, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar