05:55 25 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    0 100
    Nos siga no

    O ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), pediu ao presidente da Corte, Luiz Fux, nesta segunda-feira (5) que inclua o julgamento sobre o depoimento de Bolsonaro para a Polícia Federal.

    O tribunal deve julgar se o depoimento do presidente Jair Bolsonaro será por escrito ou presencial.

    Segundo uma reportagem publicada pelo portal G1, há expectativa de que Fux inclua o julgamento na pauta já na sessão de quarta-feira (7).

    O depoimento de Bolsonaro será parte do inquérito que apura se o presidente tentou interferir politicamente na Polícia Federal.

    A última sessão do STF que Celso de Mello vai participar será quinta-feira (8). O ministro anunciou que vai antecipar a aposentadoria para o dia 13 de outubro.

    A AGU pede que Bolsonaro seja autorizado a prestar esclarecimentos por escrito. A ordem de Celso de Mello, relator do caso, é para que o depoimento seja presencial.

    Mais:

    Polícia Federal diz ao STF que precisa do depoimento de Bolsonaro sobre acusações de Moro
    Julgamento no STF sobre depoimento de Bolsonaro será em plenário virtual
    Celso de Mello prorroga inquérito sobre suposta interferência de Bolsonaro na PF
    Celso de Mello, relator de inquérito que investiga Bolsonaro, tira licença médica do STF
    Celso de Mello antecipa aposentadoria para 13 de outubro por razões médicas
    Tags:
    interferência, Polícia Federal, Supremo Tribunal Federal (STF), depoimento, Jair Bolsonaro, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar