01:05 22 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Por
    14452
    Nos siga no

    A doação milionária da Marfrig foi parar em programa da esposa de Bolsonaro, em vez de ser usada para comprar testes rápidos para COVID-19. O repasse está pegando muita gente de surpresa.

    Em março, a Marfrig, um dos maiores frigoríficos de carne bovina do Brasil, anunciou a doação de R$ 7,5 milhões para que o Ministério da Saúde comprasse 100 mil testes rápidos para a COVID-19.

    Com o dinheiro doado para compra de testes rápidos para COVID-19, o que aconteceu foi algo bem diferente: o projeto Arrecadação Solidária, liderado pela primeira-dama Michelle Bolsonaro, foi quem recebeu a quantia milionária, repassada a instituições missionárias evangélicas, segundo apurou a Folha de São Paulo.

    O repasse está aquecendo o Twitter, sendo "R$ 7,5 milhões" o assunto mais comentado desta quinta-feira (1º), com mais de 40 mil tweets.

    ​Os "desvios" bolsonaristas.

    ​Quer ouvir o novo single?

    ​O deputado federal Marcelo Freixo (PSOL-RJ) chama governo de Bolsonaro de "genocida".

    ​E se fosse Lula desviando?

    ​Bolsonaristas acreditam que tudo não passa de "escalada de fake news".

    ​O meme está feito.

    Mais:

    Hackers divulgam supostos dados de Michelle Bolsonaro nas redes
    Bolsonaro não para de ser perguntado na web: por que Michelle recebeu R$ 89 mil de Queiroz?
    Governo Bolsonaro desviou R$ 7,5 milhões doados para testes da COVID-19 a projeto da primeira-dama
    Tags:
    milhões, repasse, COVID-19, programas sociais, Michelle Bolsonaro
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar