04:25 20 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    COVID-19 no Brasil no fim de setembro (25)
    0 11
    Nos siga no

    A pandemia do novo coronavírus foi responsável pela queda de 40% nas doações de órgãos no país, em comparação ao ano passado.

    Entre janeiro e julho deste ano, foram feitos 9.951 procedimentos deste tipo. No mesmo período em 2019, o número foi de 15.827. Até 31 de julho, havia 46.181 pacientes aguardando por um transplante, informou Agência Brasil.

    Em função do problema, o Ministério da Saúde lançou nesta quinta-feira (24), durante a reunião da Comissão Intergestores Tripartite, a Campanha Nacional de Doação de Órgãos 2020. O lema da edição deste ano é "Doe órgãos, a vida precisa continuar".

    Todo ano uma nova edição da campanha é anunciada em período próximo ao 27 de setembro, Dia Nacional de Incentivo à Doação de Órgãos. O intuito é sensibilizar a sociedade sobre a importância desta prática.

    De acordo com o Ministério da Saúde, entre 2019 e 2020, a taxa de recusa das famílias à doação de órgãos reduziu levemente. Enquanto no ano passado o índice foi de 39,9% entre janeiro e julho, neste ano a taxa caiu para 37,2% no mesmo período. Mas o número de notificações de doadores caiu 8,4%. Entre janeiro e julho de 2019 foram registrados 6.466 novos doadores, número que ficou em 5.922 em 2020.

    Tema:
    COVID-19 no Brasil no fim de setembro (25)

    Mais:

    Ministério da Saúde anuncia campanha de doação de sangue 2020
    Anvisa revoga restrição à doação de sangue por homens gays
    Tags:
    COVID-19, Ministério da Saúde, doação de órgãos, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar