16:00 27 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Por
    1351
    Nos siga no

    Na última quarta-feira (23), o ministro da Economia acabou sendo retirado de coletiva de imprensa. O vídeo da "tutela" viralizou e está dando o que falar.

    Após reunião entre membros do grupo de articulação política do governo, do Palácio do Planalto e do Ministério da Economia, uma coletiva de imprensa foi montada, mas nem todas as autoridades tiveram direito à fala.

    Assim que o líder do governo na Câmara e deputado federal Ricardo Barros (PP-PR) concluiu seu discurso, o ministro da Economia, Paulo Guedes, decidiu dar umas palavras sobre "tributos alternativos para desonerar a folha".

    Em frente aos microfones, Paulo Guedes conseguiu dizer:

    "As prioridades são emprego, renda e retomada do crescimento [econômico] dentro do nosso programa de responsabilidade fiscal. Queremos exonerar, ajudar a criar emprego e facilitar a criação de empregos. Então, vamos fazer um programa de substituição tributária. Queremos criar renda? Sim. Vimos a importância e descobrimos 38 milhões de brasileiros, que eram os invisíveis, que devemos ajudá-los a ser reincorporados no mercado de trabalho. Então temos que desonerar a folha, por isso que precisamos de tributos alternativos para desonerar a folha e ajudar a criar emprego. E renda é a mesma coisa, pois nós vimos a importância do auxílio emergencial, que ajudou a manter o Brasil respirando e atravessando essa onda da crise. Então, nós temos que fazer uma aterrissagem suave do programa de auxílio emergencial."

    Confira o discurso de Guedes.

    ​Com o líder do governo na Câmara, Ricardo Barros, e o ministro-chefe da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos, trocando olhares durante a fala do ministro da Economia, Guedes saiu "tutelado" pelos dois e dizendo: "Agora tem articulação política."

    A interrupção do discurso de Guedes está chamando atenção de muitos, que não param de comentar o acontecido no Twitter.

    O escritor Eduardo Moreira detalha "o plano".

    ​"Ordens" estão sendo dadas pelo "articulador" do governo na Câmara, Ricardo Barros.

    ​Blogueiro bolsonarista Allan do Santos em dois prints.

    ​Há diferença entre governo e quartel?

    ​Guedes: a pedra no sapato.

    ​"Uma pessoa com caráter pediria demissão hoje mesmo."

    ​"Guedes" está no topo dos assuntos mais comentados desta quinta-feira (24) no Twitter, com mais de 40 mil tweets.

    Mais:

    Guedes: queda recorde do PIB é como 'luz das estrelas emitida há milhões de anos'
    Para desonerar empresas, Guedes defende 'tributos alternativos'
    Renda Brasil vai tirar dinheiro do 'andar de cima', afirma Guedes
    Tags:
    coletiva de imprensa, Ministério da Economia do Brasil, centrão, Paulo Guedes
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar