07:35 30 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Por
    9328
    Nos siga no

    O líder do PSB apresentou PEC do fim da reeleição de prefeitos, governadores e presidentes, e acabou caindo na mira de bolsonaristas que estão querendo "ir para guerra".

    Na semana passada, o deputado Alessandro Molon (RJ), que lidera o PSB, apresentou uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) para proibir reeleição a cargos do Executivo.

    De acordo com levantamento do Estadão/Broadcast, a PEC tem apoio de 15 dos 24 partidos com representação na Câmara e no Senado.

    O fim da reeleição foi uma das promessas de Jair Bolsonaro durante a campanha de 2018, que acabou sendo esquecida após vitória.

    Parte de entrevista de Bolsonaro apoiando o fim da reeleição.

    ​Já no Twitter, a discussão está ganhando força, com bolsonaristas falando em "ir para guerra" e jogando críticas contra o autor da PEC, Alessandro Molon.

    Bolsonaristas criaram a hashtag #DireitaVaiPraGuerra, que já conta com mais de 19 mil tweets, tanto de apoio como de reprovação.

    ​O deputado estadual Tenente Nascimento (PSL-SP) já está na "trincheira contra a PEC".

    ​"Por que só agora?"

    ​Há quem esteja falando em guerra civil e golpe.

    ​O deputado Alessandro Molon (PSB-RJ) e o ex-presidente do Brasil, Fernando Henrique Cardoso, estão sendo criticados por bolsonaristas.

    ​A hashtag está chamando atenção até mesmo de quem não concorda com "a guerra" dos bolsonaristas.

    ​Agora vai.

    ​Bolsonaristas vingadores?

    ​"A direita."

    Mais:

    Manifesto de FHC e lideranças políticas latino-americanas alerta para avanço do autoritarismo
    FHC critica Bolsonaro no combate à COVID-19: 'Bastante patético o que nós estamos vivendo'
    Bolsonaro indica que pode concorrer à reeleição em 2022
    Tags:
    Congresso, proposta de emenda constitucional, PEC, reeleição, Jair Bolsonaro
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar