07:01 28 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    0 122
    Nos siga no

    O Superior Tribunal de Justiça (STJ) realizou uma sessão nesta quarta-feira (2) para decidir sobre a manutenção do afastamento de Wilson Witzel do governo do Rio de Janeiro por 180 dias.

    Eram necessários dez votos favoráveis para manter o afastamento de Wilson Witzel. Na sessão de hoje, foram registrados 14 votos favoráveis e apenas um contrário.

    Em seu voto, a ministra Nancy Andrighi disse que o afastamento tem o objetivo de frear as atividades do suposto esquema de corrupção.

    "A medida cautelar de suspensão do exercício da função pública tem o condão, em razão da urgência decorrente da pandemia e dos gastos que têm sido feitos para seu combate, de frear o interesse por contratações e repasses de valores às pessoas envolvidas", disse ela.

    O governador afastado do Rio de Janeiro é investigado por irregularidades e desvios em recursos da saúde do estado durante a pandemia. Witzel negou as acusações.

    Na última terça-feira (2), a Procuradoria-Geral da República (PGR) enviou uma manifestação ao STJ afirmando estar "convicta" da necessidade da prisão do governador afastado. A PGR afirmou também que pretende apresentar nova denúncia contra ele.

    Mais:

    Justiça intima Witzel a manter aberto Hospital de Campanha de São Gonçalo
    Toffoli nega recurso para adiar julgamento de Witzel no STJ
    PGR diz estar 'convicta' sobre necessidade de prisão de Wilson Witzel
    Tags:
    Rio de Janeiro, corrupção, STJ, Wilson Witzel
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar