05:50 13 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    COVID-19 no Brasil no final de agosto (50)
    0 07
    Nos siga no

    O governo do presidente Jair Bolsonaro vai anunciar oficialmente nesta terça-feira (1º) a extensão de um programa de pagamento de ajuda projetado para ajudar as pessoas a resistir aos danos econômicos causados pela pandemia do novo coronavírus.

    Anteriormente, Bolsonaro disse que os pagamentos da ajuda, que expira neste mês, serão renovados até o final do ano, em um valor ainda a ser definido, segundo o presidente, entre R$ 200 e R$ 600.

    Um anúncio estava planejado para a última terça-feira (24), mas foi adiado após divergências sobre a forma de pagamentos e os valores da ajuda emergencial, associada a benefícios relacionados, que surgiram entre o ministro da Economia, Paulo Guedes, e Bolsonaro.

    "Na terça-feira, vamos ao Palácio da Alvorada anunciar, junto com o presidente Jair Bolsonaro, a prorrogação do pagamento emergencial, benefício tão importante para milhões de brasileiros que precisam de ajuda para enfrentar a pandemia", revelou o deputado Arthur Lira (Progressistas-AL), líder do Centrão na Câmara dos Deputados, no Twitter.

    Segundo analistas revelaram na semana passada, a expectativa é que o valor da ajuda emergencial estendida do governo Bolsonaro contra a COVID-19 deva ficar na faixa de R$ 250 a R$ 300. Há ainda a tendência de que a iniciativa tenha ligação com o possível relançamento do programa Bolsa Família, que ganharia um novo nome em 2021 e seria uma medida para manter a popularidade do presidente entre os beneficiários, atestada por pesquisas.

    Tema:
    COVID-19 no Brasil no final de agosto (50)

    Mais:

    'Minha Casa, Minha Vida' de Bolsonaro tem foco em 2022, diz cientista político
    'Bancada do açúcar' no Congresso pressiona Bolsonaro a manter tarifas sobre etanol dos EUA
    'Se Bolsonaro queria o Rio, agora tem', diz cientista político sobre afastamento de Witzel
    Tags:
    economia, Bolsa Família, auxílio financeiro, ajuda financeira, pandemia, COVID-19, novo coronavírus, Paulo Guedes, Jair Bolsonaro, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar