02:23 20 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    052
    Nos siga no

    Os ativos de empresas e pessoas físicas brasileiras no exterior chegaram a US$ 529,221 bilhões (R$ 2.939 trilhões) em 2019, informou nesta terça-feira (25) o Banco Central (BC).

    O Banco Central informou que, pela primeira vez, o volume de bens brasileiros no exterior supera US$ 500 bilhões (R$ 2.776 trilhões). Esses ativos são representados por investimentos em ações, títulos, imóveis, moedas e depósitos ou em empresas no exterior.

    Na comparação com 2018, quando os ativos somavam US$ 493,176 bilhões (R$ 2.737 trilhões), foi registrado crescimento de 7,3%. Os dados foram compilados com base nas declarações de Capitais Brasileiros no Exterior (CBE).

    "É muito comum brasileiros, a partir de um determinado nível de renda, manterem atividades empresariais no exterior ou fazer uma poupança em outras moedas, no caso de pessoas físicas, porque faz parte de sua aposentadoria ou têm planos de se transferir para o exterior", disse o chefe do Departamento de Estatísticas do BC, Fernando Rocha, citado pela Agência Brasil.

    Segundo Rocha, os dados mostram que o movimento de aumento dos investimentos brasileiros no exterior continua.

    "Esse movimento não é necessariamente linear, mas é constante. Se o olhar a pesquisa como todo, mostra a tendência de aumento de investimentos, o que parece consistente com a tendência das empresas brasileiras aumentarem sua participação no exterior", concluiu o chefe do Departamento de Estatísticas do BC.

    Mais:

    Banco Central tenta estimular economia real ao baixar Selic, diz economista
    Queda do PIB no Brasil sofre nova redução e é projetada em 5,62%, informa Banco Central
    Tags:
    Brasil, Banco Central, ativos, exterior
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar