15:52 20 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    0 11
    Nos siga no

    O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), declarou nesta segunda-feira (24) que, durante seus últimos meses na presidência da Casa, pretende focar no pacote de reformas.

    De acordo com Rodrigo Maia, a agenda de privatizações no país terá um papel melhor a partir de 2021.

    "Minha opinião é que [a agenda de privatizações] vai ter um papel melhor a partir do próximo ano. Devemos focar no teto de gastos, na tributária e na administrativa. Não adianta arranjar receita extraordinária se não resolver a estrutura do estado e a simplificação do sistema tributário", disse Maia, em entrevista a Rádio Guaíba.

    O presidente da Câmara observou que é possível avançar no pacote de reformas ainda neste ano, e cobrou que a reforma administrativa seja encaminhada pelo presidente Jair Bolsonaro.

    "A Câmara tem maioria consolidada de deputados e deputadas que compreende a necessidade das reformas tributária e administrativa. A primeira já está tramitando e a administrativa estamos esperando a decisão do presidente de encaminhá-la. O meu sentimento é que há um bom espaço para que elas avancem neste ano", afirmou Maia.

    Rodrigo Maia declarou também que não pretende buscar uma reeleição para o cargo de presidente da Câmara dos Deputados, destacando que uma tentativa nesse sentido poderia atrapalhar a agenda de reformas no país.

    Mais:

    Ensino superior privado pode ficar 10% mais caro com reforma de Guedes, diz mídia
    Adiada por Bolsonaro, Reforma Administrativa é vital para cofres e serviços públicos, diz analista
    Reforma Tributária: unificar impostos diminuirá a distância entre ricos e pobres no Brasil?
    Tags:
    Câmara dos Deputados, Jair Bolsonaro, privatização, reforma política, reforma, Rodrigo Maia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar