15:07 27 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    COVID-19 no Brasil no final de agosto (50)
    0 03
    Nos siga no

    O Brasil tem neste domingo (23) 3.605.783 casos confirmados de coronavírus e 114.744 óbitos causados pela enfermidade, informa o Ministério da Saúde.

    Nas últimas 24 horas, são 494 novas mortes registradas e 23.421 novos casos registrados.

    Com 28.467 mortes e 754.129 casos confirmados, São Paulo é a unidade da federação com o maior número absoluto de casos registrados e óbitos. Bahia (236.050 casos e 4.905 mortes) Rio de Janeiro (210.948 casos e 15.292 mortes), Pará (189.289 casos e 6.057 mortes) também registram elevados números absolutos, mostram os dados do Ministério da Saúde.

    Quando a comparação é por mortes por milhão de habitante, a lista das unidades da federação onde o coronavírus mais custou vidas é alterada. Com 95,6 mortes por cada milhão de habitante, Roraima registra o maior índice de mortalidade per capita do Brasil. Ceará (90,8), Rio de Janeiro (88,6), Amazonas (86,0) e Sergipe (77,5) também registram elevados números de mortes por milhão de habitante. 

    O Brasil é o segundo país com mais mortes e casos de COVID-19 em todo o mundo, atrás apenas dos Estados Unidos. No país governado por Donald Trump, a pandemia já custou 176.756 vidas e infectou outras 5.698.843 pessoas. Os dados são da Universidade John Hopkins.

    Tema:
    COVID-19 no Brasil no final de agosto (50)

    Mais:

    Rússia inicia 2ª fase de testes clínicos de outra vacina contra coronavírus
    México está aberto a iniciar vacinação contra coronavírus com Sputnik V, diz presidente
    China aprova sua 1ª vacina contra novo coronavírus
    EUA e Brasil são os maiores responsáveis ​​pela contagem de casos de coronavírus, diz OMS
    Economista: pandemia do novo coronavírus ameaça capitalismo nos EUA
    Tags:
    Ministério da Saúde, pandemia, Brasil, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar