20:06 06 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Brasil na pandemia de coronavírus no início de agosto (24)
    130
    Nos siga no

    O Brasil registrou 1.088 mortos pela COVID-19 nas últimas 24 horas, fazendo total de óbitos pela doença alcançar 93.563, segundo informe do Ministério da Saúde divulgado neste sábado (1º).

    Os números não se referem necessariamente às mortes ocorridas nas últimas 24 horas, mas à confirmação de óbitos causados pelo coronavírus nesse período. 

    Segundo a pasta, houve 45.392 novos casos da doença, fazendo total de pessoas já infectadas pelo vírus chegar a 2.707.877. 

    A taxa de letalidade é de 3,5%, enquanto o índice de mortalidade (por 100.000 habitantes) é de 44,5. Já a taxa de incidência (por 100.000 habitantes) é de 1288,6. De acordo com o ministério, 1.865.729 pessoas foram curadas da doença, enquanto 748.585 casos estão em acompanhamento. 

    Em número de mortes, os estados mais atingidos são São Paulo, com 23.236 óbitos, seguido pelo Rio de Janeiro (13.556), Ceará (7.698), Pernambuco (6.597) e Pará (5.750). 

    Em relação aos casos, São Paulo (553.318) também é o mais afetado, seguido pelo Ceará (175.928), Bahia (168.926), Rio de Janeiro (167.213) e Pará (156.053). 

    Julho teve maior número de mortes

    Segundo levantamento feito por consórcio de empresas criado para acompanhar a evolução da doença, julho foi o mês com maior número de mortes causadas pela COVID-19 no Brasil (32.912). Em junho, foram 30.315 vidas perdidas. 

    A Organização Mundial da Saúde alertou neste sábado (1º) para o enfraquecimento na resposta ao vírus em função do prolongamento da pandemia. 

    Tema:
    Brasil na pandemia de coronavírus no início de agosto (24)

    Mais:

    Em Berlim, 17 mil pessoas vão às ruas contra medidas impostas devido à COVID-19 (FOTOS)
    Fiocruz produzirá 100 milhões de doses de vacina britânica contra COVID-19
    Crianças até 5 anos podem ser supertransmissoras de coronavírus, diz estudo
    Tags:
    mortes, casos, OMS, pandemia, Ministério da Saúde, saúde, Brasil, COVID-19, novo coronavírus
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar