10:00 24 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    371
    Nos siga no

    O Conselho Monetário Nacional (CMN) aprovou nesta quarta-feira (29) a criação da nota de R$ 200.

    O anúncio foi feito pelo Banco Central (BC), que convocou uma entrevista coletiva para apresentar a nova nota. A cédula terá como personagem o lobo-guará. A espécie ficou em terceiro lugar em uma pesquisa realizada pelo BC sobre os animais em extinção que deveriam ser representadas em novas cédulas.

    A diretora de administração do Banco Central, Carolina de Assis Barros, disse que o lançamento da nova nota é uma forma de ação preventiva para a possibilidade do aumento da demanda por papel moeda.

    Segundo o BC, entre março e julho deste ano, um dos efeitos econômicos da pandemia de COVID-19 foi o aumento de R$ 61 bilhões no entesouramento de moeda, ou seja, notas que deixaram de circular porque a população deixou o dinheiro em casa.

    Dessa forma, não há falta de cédulas no mercado, mas o BC entende que o momento é oportuno, diante da possibilidade de aumento na demanda.

    "Estamos vivendo neste momento um período de entesouramento, efeito derivado da pandemia. O Banco Central nesse momento não consegue precisar por quanto tempo os efeitos do entesouramento devem perdurar", disse a diretora, citada pela Agência Brasil.

    Carolina Barros também afirmou que a imagem da nota de R$ 200 ainda não está disponível porque está na fase final de testes de impressão. O lançamento está previsto para o final de agosto deste ano e a previsão é que sejam impressas 450 milhões de cédulas de R$ 200 em 2020.

    Mais:

    Banco Central prevê forte queda da economia brasileira no 1º semestre
    Investidores retiraram R$ 178,25 bilhões do Brasil em 2020, diz Banco Central
    PIB do Brasil cairá 6,4% em 2020, prevê nova projeção do Banco Central
    Tags:
    real, Banco Central, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar