03:45 04 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    340
    Nos siga no

    A operação da Polícia Federal investiga desvios de recursos do PNATE e do Fundeb em contratos com valores superfaturados de transporte escolar.

    Nesta segunda-feira (27), a Polícia Federal realizou buscas na casa e em empresas do governador do Piauí, Wellington Dias (PT). Além do político, buscas ocorreram na casa do irmão da deputada federal e ex-secretária de educação estatal, a primeira-dama Rejane Dias (PT), informa o portal G1.

    A sede da Secretaria Estadual de Educação (Seduc) também foi alvo da operação para avaliar a suspeita de um esquema elaborado para fraudar licitações destinadas ao transporte escolar.

    Segundo a Polícia Federal, haveria uma associação entre servidores públicos e empresários para superfaturar estas licitações. Contudo, ainda não se esclareceu quais suspeitas recaem sobre o governador do estado ou sobre os irmãos de Rejane Dias. A Seduc declarou em nota que está colaborando com a operação federal.

    Trata-se da terceira fase da Operação Topique, iniciada ainda em 2018. Os mandados da PF foram cumpridos em endereços tanto em Brasília como em Teresina.

    O governo do estado continuou concedendo novos contratos para as empresas suspeitas, ainda que a segunda fase da investigação já tivesse iniciado, segundo a Polícia Federal.

    Viatura da Polícia Federal (imagem referencial)
    © Folhapress / Geraldo Bubniak/AGB
    Viatura da Polícia Federal (imagem referencial)

    Os servidores teriam se associado a empresários locais do setor de transporte, desviando um valor não inferior a R$ 50 milhões do Programa Nacional de Apoio ao Transporte Escolar (PNATE) e do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb).

    Como resultado dos desvios através das licitações superfaturadas, os estudantes do Piauí receberam um transporte escolar sem segurança e qualidade.

    Mais:

    Polícia Federal diz ao STF que precisa do depoimento de Bolsonaro sobre acusações de Moro
    Polícia Federal está no Palácio Laranjeiras para investigações no Rio (VÍDEO)
    Denunciado pelo MP, Alckmin diz que acusação é 'infundada' e jamais praticou corrupção
    Tags:
    corrupção, licitação, Piauí, Polícia Federal, operação
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar