09:26 10 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Brasil na luta contra COVID-19 no final de julho (61)
    120
    Nos siga no

    Segundo boletim atualizado neste sábado (25) pelo Ministério da Saúde, o Brasil registrou 1.211 mortes pela COVID-19 nas últimas 24 horas, fazendo total de óbitos chegar a 86.449.

    O país contabilizou ainda 51.147 novos casos do coronavírus. Total de pessoas que foram infectadas pela doença é de 2.394.513. 

    Os números não se referem necessariamente a mortes ocorridas nas últimas 24 horas, mas sim à confirmação de óbitos pela COVID-19 registrados no período. 

    A taxa de letalidade é de 3,6%. Já o índice de mortalidade (por 100.000 habitantes) é de 41,1, enquanto a taxa de incidência (por 100.000 habitantes) é de 1139,4. 

    O número de pessoas recuperadas da doença chegou a 1.617.480, enquanto 690.584 casos estão em acompanhamento. 

    SP tem mais de 10 mil casos pelo 4º dia seguido

    O estado de São Paulo, mais afetado do país, registrou 16.263 novos casos da COVID-19 neste sábado (25), segundo maior número diário desde o começo da pandemia, de acordo com números da Secretaria Estadual de Saúde publicados pelo portal G1. 

    É o quarto dia seguido com mais de 10.000 casos em 24 horas em São Paulo. O governo diz que os números altos desta semana ocorreram porque municípios tiveram dificuldade para inserir notificação de casos leves entre quinta-feira (16) e segunda-feira (20). 

    Mortes estão em queda em 5 estados

    Segundo levantamento feito por consórcio de imprensa criado para acompanhar a evolução da doença, a média de mortes está caindo em cinco estados: Amazonas, Alagoas, Ceará, Pernambuco e Rio Grande do Norte. 

    Em 13, está estável: Espírito Santo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo, Mato Grosso, Acre, Pará, Roraima, Bahia, Maranhão, Piauí, Sergipe e Distrito Federal. 

    E em alta em em nove estados: Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Goiás, Mato Grosso do Sul, Amapá, Rondônia, Tocantins e Paraíba. 

    Tema:
    Brasil na luta contra COVID-19 no final de julho (61)

    Mais:

    Fome e vacina podem gerar nova onda de migração no mundo pós-COVID, alerta chefe da Cruz Vermelha
    Ex-deputado federal do PT José Mentor morre de COVID-19
    Flexibilizando isolamento, Argentina tem maior aumento de casos da COVID-19 desde início da epidemia
    Tags:
    epidemia, pandemia, doença, saúde, Ministério da Saúde, Brasil, casos, mortes, São Paulo, COVID-19, novo coronavírus
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar