04:02 04 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    0 111
    Nos siga no

    Neste sábado (25), o cacique Raoni, liderança da etnia Kayapó e notável ativista indígena, recebeu alta de hospital após nove dias internado.

    O ativista estava internado em um hospital de Sinop, no Mato Grosso do Sul. Raoni tratava de infecções no intestino no hospital.

    Conforme publicou o portal G1, os médicos do hospital confirmaram que Raoni chegou a um estágio preocupante e correu risco de vida, mas que seu quadro agora está controlado e que não há mais riscos para sua saúde.

    O presidente da França, Emmanuel Macron (à esquerda) e o líder indígena Kayapó, Raoni Metuktire, durante encontro no Palácio do Eliseu, em 16 de maio de 2019.
    © AP Photo / SIPA / Pool
    O presidente da França, Emmanuel Macron (à esquerda) e o líder indígena Kayapó, Raoni Metuktire, durante encontro no Palácio do Eliseu, em 16 de maio de 2019.

    O governo estadual de Mato Grosso do Sul disponibilizou um avião para que Raoni seja transportado até a aldeia Metuktire.

    Cacique Raoni é uma das lideranças indígenas mais conhecidas do Brasil e também internacionalmente. Articulador de movimentos em prol dos direitos dos povos indígenas, o cacique foi recebido recentemente pelo presidente da França, Emmanuel Macron, para pedir apoio em defesa da Amazônia.

    Mais:

    Gente 'invisível': analista avalia riscos com que indígenas urbanos lidam no Brasil ante pandemia
    Após ser mencionado na ONU, Raoni diz que Bolsonaro 'tem que sair do governo' (VÍDEO)
    Marielle e Cacique Raoni são finalistas de prêmio de direitos humanos da União Europeia
    Tags:
    Mato Grosso do Sul, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar