23:04 11 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Brasil combatendo pandemia do coronavírus em meados de julho (47)
    122
    Nos siga no

    Seguindo recomendação de médicos e técnicos, presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), ministro Luís Roberto Barroso, decidiu retirar a biometria das eleições municipais deste ano. 

    A identificação digital poderia representar 70% do tempo gasto por cada eleitor para votar, aumentado filas e aglomerações e o risco de contágio do novo coronavírus

    Além disso, o próprio aparelho de biometria pode aumentar a chance de infecção, pois não é possível higienizá-lo toda vez que é usado.

    A expectativa é de que a determinação seja incluída nas resoluções referentes às eleições de 2020 e levada para votação do plenário do TSE, que retorna do recesso em agosto. 

    A tendência é de que todos os ministros sigam a orientação de Barroso. Sem a biometria, a identificação é feita por assinatura no caderno de votação. O TSE vai realizar campanha estimulando os cidadãos a levarem a própria caneta para as zonas eleitorais. 

    Milhões já tinham cadastrado biometria

    Em razão da epidemia da COVID-19, as eleições foram adiadas: o primeiro turno será realizado em 15 de novembro, e o segundo turno, quando necessário, em 29 de novembro. 

    Ao longo dos últimos anos, o TSE vem promovendo o cadastro biométrico por todo país, sistema considerado mais seguro contra fraudes. Em 2020, 119,7 milhões estariam aptos a votar com a biometria.

    Nos próximos dias, a Corte vai discutir outras medidas que podem ser adotadas para evitar a disseminação do coronavírus, entre elas aumentar o período em que os colégios eleitorais ficam abertos, o que poderia diminuir filas. O TSE desenvolverá uma cartilha com recomendações sanitárias para o dia da eleição.

    Tema:
    Brasil combatendo pandemia do coronavírus em meados de julho (47)

    Mais:

    Bolsa-família 2.0? Guedes anuncia programa Renda Brasil em ano de eleições e pandemia
    Andrzej Duda vence eleições presidenciais na Polônia
    Instituto Marielle Franco lança plataforma antirracista com foco nas eleições
    Tags:
    urnas, voto, epidemia, Luís Roberto Barroso, municípios, eleições, TSE, COVID-19, novo coronavírus
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar