16:19 01 Dezembro 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    61520
    Nos siga no

    Após semanas de indefinição, o presidente Jair Bolsonaro anunciou nesta sexta-feira (10) o quarto nome a ocupar o cargo de ministro da Educação em sua gestão: o do pastor e professor Milton Ribeiro.

    Ribeiro é membro da Igreja Presbiteriana de Santos e ligado à Universidade Mackenzie, com doutorado em Educação, de acordo com seu currículo. A nomeação foi publicada em edição extra do Diário Oficial da União. Além disso, ele é militar da reserva do Exército.

    O nome do pastor passou a ser cotado para o posto por indicação de Jorge Oliveira, secretário-geral da Presidência. 

    A indicação foi confirmada por Bolsonaro por meio do Facebook. O presidente ressaltou que ele era membro da Comissão de Ética da Presidência da República. Ribeiro terá que deixar o cargo para assumir o posto de ministro.

    Ribeiro assume o ministério após a saída de Carlos Alberto Decotelli, que nem chegou a tomar posse, e de Abraham Weintraub e Ricardo Vélez Rodríguez.

    O fato do novo ocupante do cargo ser pastor foi interpretado como um afago aos evangélicos que apoiam Bolsonaro e à ala ideológica do governo, ligada ao escritor Olavo de Carvalho, grupos que pediam um nome conservador para comandar o MEC. 

    O novo ministro terá vários desafios pela frente: organizar a volta às aulas após início da flexibilização da quarentena imposta em função do coronavírus, realizar o Enem em meio à crise e ajudar a resolver um tema negligenciado por seus antecessores, a questão do Fundeb (Fundo Nacional de Educação Básica), criado para garantir investimentos no setor e que vence em 31 de dezembro.

    Mais:

    Novo ministro da Educação deve acelerar pauta de Bolsonaro no setor, diz pedagogo
    Impasses no Ministério da Educação mostram certo despreparo de Bolsonaro no setor, diz especialista
    Veto do Brasil à educação sexual em projeto da ONU reflete posição de Bolsonaro, diz psicólogo
    Tags:
    Olavo de Carvalho, Jair Bolsonaro, Universidade Presbiteriana Mackenzie, evangélicos, pastor, Ministério da Educação, Brasília, governo, educação
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar