09:46 10 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Pandemia do coronavírus no Brasil no início de julho (50)
    952
    Nos siga no

    O ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta afirmou que o presidente Jair Bolsonaro pode aproveitar a oportunidade para "refletir" depois de pegar o novo coronavírus, causador da pandemia que o mandatário seguidas vezes menosprezou.

    Mandetta disse à Globonews que espera que o presidente se recupere e que ele tenha apenas sintomas leves, além de "refletir sobre as pessoas que não têm acesso a uma ressonância magnética no primeiro dia, a um médico particular [...] para fazer as reflexões necessárias" a fim de evitar outros casos.

    O ex-ministro deixou o cargo em abril, após inúmeras tensões sobre sua maneira de lidar com a crise da saúde, especialmente por sua defesa de medidas de isolamento social, sempre questionadas por Bolsonaro.

    Para Mandetta, a confirmação do contágio de Bolsonaro é uma prova de que a doença está passando por uma transmissão "extremamente ativa", principalmente na região de Brasília, onde os casos aumentaram acentuadamente nas últimas semanas.

    Jair Bolsonaro come cachorro quente em Brasília durante pandemia de coronavírus. Foto de 23 de maio de 2020.
    © REUTERS / Adriano Machado
    Jair Bolsonaro come cachorro quente em Brasília durante pandemia de coronavírus. Foto de 23 de maio de 2020.

    O ex-ministro também questionou o uso da hidroxicloroquina no tratamento da doença, depois de Bolsonaro ter dito que já tomou os primeiros comprimidos e está bem – a comunidade acadêmica já descartou a eficácia da droga.

    "Existe um uso politizado [da droga] como uma válvula para que as pessoas se sintam seguras e possam trabalhar", criticou o ministro.

    Bolsonaro, de 65 anos, testou positivo para COVID-19 nesta terça-feira (7) e passará os próximos dias trabalhando em sua residência oficial, o Palácio da Alvorada.

    Tema:
    Pandemia do coronavírus no Brasil no início de julho (50)

    Mais:

    COVID-19: gestão Bolsonaro e isolamento falho explicam Brasil líder nas mortes diárias, diz analista
    Bolsonaro veta obrigatoriedade de uso de máscaras em prisões
    Bolsonaro diz que pulmões estão 'limpos' após testar para COVID-19
    Tags:
    pandemia, distanciamento, isolamento, Ministério da Saúde, saúde, novo coronavírus, COVID-19, Jair Bolsonaro, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar