03:41 29 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Pandemia do coronavírus no Brasil no início de julho (50)
    4175
    Nos siga no

    A vacina contra COVID-19, em fase de pesquisa pela Universidade de Oxford e pela empresa AstraZeneca, seria a mais avançada, segundo OMC.

    Segundo o colunista do UOL, Jamil Chade, a vacia contra COVID-19 testada no Brasil está em estágio mais avançado de desenvolvimento.

    Soumya Swaminathan, cientista da Organização Mundial da Saúde (OMS), afirmou nesta quinta-feira (2) que pelo menos 17 vacinas estão hoje em fase de testes clínicos e estão sendo acompanhadas pela organização.

    Segundo o jornalista, o anúncio veio depois de dois dias de reuniões da OMS com 1,3 mil cientistas de 93 países, incluindo a presidente da Fiocruz, Nísia Trindade Lima.

    O medicamento da Universidade de Oxford estaria em sua terceira fase de testes clínicos. No entanto, um resultado conclusivo pode demorar meses. Algumas das pesquisas em curso podem demorar de 12 a 18 meses, apenas para examinar os resultados da terceira fase.

    O Brasil assinou uma parceria com a universidade inglesa, que contempla a compra de lotes da vacina e transferência de tecnologia. Segundo Chade, 100 milhões de doses devem ser adquiridas, se o medicamente provar ser eficaz. A terceira fase de desenvolvimento é a última fase antes do produto entrar no mercado. No Brasil, o processo está sendo liderado pela Unifesp.

    Tema:
    Pandemia do coronavírus no Brasil no início de julho (50)

    Mais:

    Vacina chinesa contra a COVID-19 mostra resultados positivos, diz farmacêutica
    SP espera autorização federal para testar vacina chinesa, diz Doria
    Três protótipos russos de vacina contra COVID-19 demonstram eficácia nos testes
    Tags:
    vacina, Brasil, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar