09:17 10 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    220
    Nos siga no

    Santa Catarina decretou estado de calamidade pública em função do 'ciclone bomba', que atingiu pelo menos 135 dos 295 municípios.

    O secretário da Defesa Civil de Santa Catarina, João Batista Cordeiro Junior, anunciou a medida na manhã desta quinta-feira (2), segundo o portal G1. O secretário explicou que o decreto facilitará acesso a recursos destinados à reconstrução das cidades atingidas.

    Pelo menos nove pessoas morreram e duas continuam desaparecidas no estado. Na manhã desta quinta-feira (2), 238,4 mil imóveis ainda estavam sem energia elétrica, informou o monitoramento da Celesc.

    "Nós tivemos uma situação que envolveu o estado inteiro, com óbitos, com prejuízos materiais públicos e privados. Conversamos ontem com o secretário nacional de Proteção e Defesa Civil para que a gente agilize os processos de repasse de recurso da União, principal para a questão da reconstrução", afirmou o secretário, citado pelo portal.

    Santa Catarina ainda avalia os danos, provocados pelo ciclone, cujas imagens circulam ativamente na Internet desde o início da semana. Segundo Celesc, as tempestades provocaram o maior dano da história na rede elétrica do estado.

    A Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc) já colocou R$ 30 milhões à disposição do estado para mitigar as consequências do ciclone.

    O balanço da Defesa Civil estadual revelou que Chapecó e Palmitos, no Oeste catarinense, também decretaram situação de emergência reconhecida pelo estado.

    O trabalho de assistência humanitária está sendo feito com recursos do estado. O secretário anunciou entrega de lonas, telhas, cestas básicas, colchões, kits de higiene pessoal e limpeza. "Depois vem a parte da reconstrução. Essa vamos ter que fazer alguns estudos, alguns projetos", completou o funcionário do governo.

    Mais:

    Novo ciclone em Moçambique já provocou 5 mortes
    Confira VÍDEOS do devastador ciclone Fani que atingiu Índia
    Ciclone deixa mais de 8 mil uruguaios desalojados
    Tags:
    estado de calamidade pública, ciclone, Santa Catarina, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar