00:42 12 Julho 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    2111
    Nos siga no

    Ministério Público de Minas Gerais e o Batalhão de Choque da Polícia Militar em Belo Horizonte foram à casa de parentes do ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro, Fabrício Queiroz.

    A operação tem sido conduzida na casa da madrinha de Fabrício Queiroz no bairro São Bernardo, no norte de Belo Horizonte.

    No dia em que Queiroz foi preso (18) em Atibaia, no estado de São Paulo, foi expedida a ordem de prisão de sua mulher, Márcia Oliveira de Aguiar.

    Desde então, Márcia não se apresentou à polícia e está foragida da Justiça.

    Nesta terça-feira (23), não foi expedida uma nova ordem de prisão, mas somente mandados de busca e apreensão. Contudo, Márcia poderá ser presa caso seja encontrada nas buscas, publicou o portal G1.

    Foragida da Justiça

    Durante a operação de hoje, a polícia foi à casa de dona Penha, madrinha de Queiroz e que faleceu neste mês.

    Existem suspeitas de que Márcia tenha ido para a casa, onde Kassia, prima de Queiroz e próxima de Márcia, vive.

    No contexto da operação, estão em andamento investigações de inquérito de "rachadinhas" que apuram possível repasse de salários de funcionários da Assembleia Legislativa do estado do Rio de Janeiro (Alerj) para o senador enquanto este era deputado estadual.

    Mais:

    Após saída de Wassef, advogados que defenderam Cabral e militares assumem defesa de Flávio Bolsonaro
    Flávio Bolsonaro elogia 'lealdade' de Wassef, mas anuncia que ele não é mais seu advogado
    Flávio Bolsonaro diz que é 'vítima' de grupo político que só tem objetivo de recuperar poder
    Tags:
    operação, Minas Gerais, Flávio Bolsonaro, Fabrício José de Queiroz, Polícia Militar de Minas Gerais
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar