23:54 17 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    2114
    Nos siga no

    Fogos de artifício, anotações e planos de ações, além de um facão e celulares presentes em chácara usada por grupos extremistas foram apreendidos no Distrito Federal pela Polícia Civil.

    A operação se iniciou na manhã de hoje (21) tendo como alvo três grupos extremistas.

    Seus membros são suspeitos de ameaças e formação de milícia privada, assim como investigados por porte de arma.

    A operação, deflagrada por policiais da Coordenação Especial de Combate à Corrupção e ao Crime Organizado (Cecor) já rendeu a apreensão de um cofre, materiais usados em manifestações, celulares, cartazes, planos de ações e discursos, fogos de artifício e um facão, publicou o portal G1.

    Segundo a Cecor, os policiais apreenderam o material em uma chácara na região de Vicente Pires, no DF, onde duas casas eram usadas como base por grupos extremistas.

    Líder atrás das grades

    A operação se dá quatro dias após a líder de extrema-direita Sara Giromini, mais conhecida como Sara Winter, ter sido presa no dia 17 por ordem do ministro do STF Alexandre Morais.

    Sua prisão se deu na sequência da manifestação realizada por ela e integrantes do grupo 300 do Brasil em frente ao prédio do STF em Brasília na noite de 30 de maio.

    No último dia 19, Moraes decidiu prorrogar sua prisão na Penitenciária Feminina de Brasília por mais cinco dias.

    Mais:

    Maioria dos ministros do STF vota a favor do prosseguimento do inquérito das fake news
    Polícia Federal diz ao STF que precisa do depoimento de Bolsonaro sobre acusações de Moro
    Ministro da Justiça condena ataque ao STF e cobra respeito às instituições
    Tags:
    Alexandre de Moraes, STF, Distrito Federal, Sara Winter, Polícia Civil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar