11:08 11 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    7407
    Nos siga no

    O ministro da Educação, Abraham Weintraub, será destituído do cargo e pode acabar preso se continuar com seu discurso contra o Supremo Tribunal Federal (STF).

    A informação foi publicada pelo jornal Folha de S. Paulo nesta segunda-feira (15). De acordo com a publicação, a informação foi repassada ao STF por um "interlocutor frequente" do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Já a possível detenção de Weintraub foi ventilada por magistrados.

    Na reunião ministerial de 22 de abril, o ministro da Educação afirmou que os "vagabundos" do STF deveriam ser presos.

    Weintraub é investigado no inquérito das fake news, conduzido pelo ministro Alexandre de Moraes, e também em outro inquérito que apura possível crime de racismo em publicações feitas pelo ministro.

    No domingo (14), o ministro da Educação furou bloqueio do governo do Distrito Federal para participar de manifestação governista em Brasília. 

    Mais:

    Weintraub fica calado em depoimento à PF sobre fala de que botaria 'vagabundos' do STF na cadeia
    Weintraub pedirá demissão do Ministério da Educação, diz revista
    Bolsonaro edita MP para Weintraub escolher reitores de universidades durante pandemia
    Não é matéria para se debater, diz especialista sobre carta branca a Weintraub
    Weintraub participa de manifestação bolsonarista em Brasília
    Tags:
    Prisão, Supremo Tribunal Federal (STF), Abraham Weintraub, Jair Bolsonaro
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar