07:22 06 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Brasil enfrenta COVID-19 no início de junho (52)
    3516
    Nos siga no

    Na noite de segunda-feira (8), uma decisão da Justiça tinha suspendido o decreto que permitia a flexibilização da quarentena e autorizava a retomada de algumas atividades.

    O presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJ-RJ), desembargador Claudio de Mello Tavares, suspendeu nesta terça-feira (9) a liminar que vetou a flexibilização das medidas de distância social implantadas para conter a pandemia da COVID-19 no estado e no município do Rio de Janeiro.

    Na segunda-feira (8) a 7ª Vara de Fazenda Pública do Tribunal de Justiça do estado havia vetado trechos do decreto do governador Wilson Witzel e do prefeito Marcelo Crivella que autorizavam a flexibilização das medidas de isolamento social.

    A decisão do desembargador Claudio de Mello Tavares foi dada em resposta aos recursos impetrados na noite desta segunda-feira (8) pelos governos municipal e estadual.

    O desembargador Claudio de Mello Tavares disse que a liminar da 7ª Vara de Fazenda Pública interferia na área do Poder Executivo. As informações foram publicadas pelo portal G1.

    O presidente do TJ-RJ argumentou também que o distanciamento social está causando a falência de empresários e perda de postos de emprego.

    Tema:
    Brasil enfrenta COVID-19 no início de junho (52)

    Mais:

    STF proíbe operações em comunidades do Rio de Janeiro durante a pandemia
    Crivella anuncia que vai liberar funcionamento de igrejas e templos religiosos no Rio de Janeiro
    Justiça suspende flexibilização de isolamento no Rio de Janeiro
    Tags:
    quarentena, isolamento, Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar