07:56 26 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Brasil enfrenta COVID-19 no início de junho (52)
    3105
    Nos siga no

    O Brasil iniciará neste mês testes com a possível vacina que está sendo desenvolvida pela Universidade de Oxford, no Reino Unido, contra a COVID-19.

    As informações foram publicadas pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), que participará do estudo juntamente com Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

    A autorização para que os testes sejam realizados no país foi feita pela Anvisa em edição extra do Diário Oficial da União na noite de terça-feira (2).

    Segundo a Unifesp, 2 mil pessoas participarão dos testes, que serão feitos também com apoio do Ministério da Saúde.

    "O mais importante é realizar essa etapa do estudo agora, quando a curva epidemiológica ainda é ascendente e os resultados poderão ser mais assertivos", disse a coordenadora do Centro de Referência para Imunobiológicos Especiais (CRIE), da Unifesp, Lily Yin Weckx, que é a investigadora principal do estudo, segundo a nota da universidade.

    Segundo a universidade, serão selecionados mil voluntários que estão atuando na linha de frente contra a COVID-19.

    "Eles precisam ser soronegativos, ou seja, pessoas que não tenham contraído a doença anteriormente", informa um trecho do comunicado.

    Os testes serão financiados pela Fundação Lemann e podem contribuir para o registro da vacina no Reino Unido, previsto para final deste ano. No entanto, o registro formal deve acontecer apenas após a conclusão dos estudos realizados em todos os países participantes.

    Tema:
    Brasil enfrenta COVID-19 no início de junho (52)

    Mais:

    Desenvolvedor de vacina britânica para COVID-19 alerta para apenas 50% de possibilidade de êxito
    Guerra por vacinas: por que China e EUA querem coisas opostas com 'trunfo' contra COVID-19?
    COVID-19: Brasil apresenta 'evolução' para ter acesso a desenvolvimento de vacina, diz especialista
    Vacina para coronavírus em forma incomum está em desenvolvimento na Rússia
    Tags:
    Unifesp, novo coronavírus, Universidade de Oxford, Oxford, vacina, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar