17:12 02 Julho 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    261
    Nos siga no

    Ativistas contra o racismo realizaram uma manifestação neste domingo (31), no Rio de Janeiro, contra a morte de jovens negros pela polícia, mas acabaram sendo alvo de ações violentas por parte da polícia no final do ato.

    O ato denominado "Vidas negras importam" foi realizado em frente ao Palácio Guanabara, sede do governo do estado, e ocorreu pacificamente até as 16h30, quando foi formalmente encerrado. Segundo informações do G1, após a chegada de novos manifestantes ao local, a polícia reagiu com tiros de bala de borracha e bombas de efeito moral.

    Nas redes sociais, circularam vídeos de um dos manifestantes, negro, sendo abordado por um policial apontando um fuzil para ele. Primeiramente, fontes policiais disseram que ele teria jogado uma pedra contra os policiais. Depois, foi dito que ele teria sido detido por fumar maconha durante o ato. 

    ​A manifestação no Rio foi motivada pelo recente caso do menino João Pedo, adolescente de 14 anos, também negro, morto dentro de casa durante uma ação policial em São Gonçalo, na Região Metropolitana. Os atos também coincidem com uma nova onda de manifestações que tomou conta dos Estados Unidos, nos últimos dias, também pela morte de mais um cidadão negro pelas forças policiais.

    Mais:

    Racismo não pode ser 'normal', diz Obama após polícia assassinar homem negro
    Com Estado 'ausente', favelas se organizam contra COVID-19, violência e desinformação
    Indicadores de violência devem aumentar no Brasil durante a quarentena, diz ex-instrutor do BOPE
    Tags:
    protestos, manifestação, PMERJ, polícia, negros, racismo, violência policial, violência, Brasil, Rio de Janeiro
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar