15:41 02 Julho 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Brasil combatendo pandemia da COVID-19 no fim de maio (63)
    0 30
    Nos siga no

    A Caixa Econômica Federal pagou R$ 76,6 bilhões de auxílio emergencial, somadas ambas as parcelas, informou nesta sexta-feira (29) o presidente do banco, Pedro Guimarães.

    No total, 58,6 milhões de pessoas receberam alguma parcela do benefício desde abril, para enfrentar os impactos da crise provocada pela pandemia do novo coronavírus, informou o banco nesta sexta-feira (29).

    Considerando apenas a segunda parcela, que começou a ser paga no último dia 19, 50 milhões de brasileiros receberam R$ 35,5 bilhões. O auxílio emergencial é de R$ 600 (R$ 1,2 mil para mães solteiras), por parcela.

    Do total pago até agora, R$ 30,3 bilhões foram para beneficiários do Bolsa Família, R$ 14 bilhões para aqueles inscritos no Cadastro Único para os Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) e R$ 32,3 bilhões para trabalhadores informais que se cadastraram pelo site ou pelo aplicativo Caixa Auxílio Emergencial.

    O banco recebeu 106,6 milhões de solicitações de cadastro no aplicativo e no site, das quais 101,2 milhões foram processadas até agora. O cadastro no programa pode ser feito até o dia 3 de junho.

    Do total de cadastros processados, 59 milhões foram considerados elegíveis e 42,2 milhões inelegíveis. Cerca de 10,6 milhões de pessoas ainda aguardam para saber se terão o benefício: 5,5 milhões de cadastros estão em primeira análise e outros 5,2 milhões em reanálise, quando o cadastro foi considerado inconsistente e a Caixa permitiu a correção de informações.

    A partir desta sexta-feira (29), o aplicativo Caixa Tem permite o pagamento de compras por meio do celular em três milhões de estabelecimentos comerciais em todo o país.

    Tema:
    Brasil combatendo pandemia da COVID-19 no fim de maio (63)

    Mais:

    Angolano morre esfaqueado em SP após discussão sobre auxílio emergencial para imigrantes
    Presidente da Câmara defende prorrogação do auxílio emergencial
    Tags:
    Caixa Econômica Federal, Brasil, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar