23:53 04 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Brasil combatendo pandemia da COVID-19 no fim de maio (63)
    3203
    Nos siga no

    O Ministério da Saúde divulgou neste sábado (23) que foram registrados mais 965 mortes pela COVID-19 e 16.508 novos casos nas últimas 24 horas. Total de óbitos agora é de 22.013, e casos chegaram a 347.398.

    Na sexta-feira (22), o número de mortes era de 21.048, enquanto o de casos era de 330.890. 

    Até o momento, 14.587 pacientes foram considerados recuperados da COVID-19, o que representa 40% do total. 

    O Brasil ultrapassou a Rússia ontem é o segundo país do mundo com maior número de casos da doença, atrás somente dos Estados Unidos.

    O recorde de notificações de morte no Brasil ocorreu na quinta-feira (21), quando foram registrados 1.188 óbitos. O maior número de diagnósticos ocorreu na sexta-feira (22), quando foram contabilizados 20.803 novos casos. 

    América do Sul é novo epicentro da doença

    A América do Sul é considerada hoje pela Organização Mundial da Saúde (OMS) o novo epicentro da enfermidade. 

    O estado brasileiro mais afetado pela epidemia continua sendo São Paulo, que tem 6.045 mortes pela COVID-19 e 80.558 casos. 

    Para estimular o distanciamento da população, o governo de São Paulo antecipou feriados para quarta-feira (20) e quinta-feira (21) em todos os municípios do estado. Além disso, foi decretado ponto facultativo na sexta-feira (22).

    A taxa de isolamento, porém, não registrou alta e ficou abaixo de 50%.

    Após São Paulo, estados com maior número de casos são Ceará (35.122), Rio de Janeiro (34.533), Amazonas (28.802) e Pernambuco (26.786).

    Em relação aos óbitos, depois de São Paulo aparecem Rio de Janeiro (3.905) Ceará (2.308), Pernambuco (2.144) e Pará (2.001).

    Tema:
    Brasil combatendo pandemia da COVID-19 no fim de maio (63)

    Mais:

    Itália registra 119 óbitos por COVID-19, mantendo tendência de queda de casos fatais
    'Ou você toma cloroquina ou não tem nada', diz Bolsonaro
    Espanha relaxa quarentena e reabrirá para turistas estrangeiros a partir de julho
    Tags:
    Ministério da Saúde, Brasil, São Paulo, doença, saúde, pandemia, COVID-19, novo coronavírus
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar