02:49 11 Julho 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    0 20
    Nos siga no

    O ministro Celso de Mello anunciou nesta quinta-feira (21) que tomará uma decisão sobre a publicação da reunião ministerial do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) até às 17h de sexta-feira (22).

    De acordo com o G1, a assessoria do ministro do Supremo Tribunal Fedelral (STF) anunciou o prazo para sua decisão. 

    O ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, afirmou ao pedir demissão que foi pressionado por Bolsonaro na reunião ministerial de 22 abril a trocar o comando da Polícia Federal (PF). Para o ex-juiz da Lava Jato, Bolsonaro pretendia fazer trocas na PF com fins políticos. Moro defende a publicação da íntegra da reunião. 

    O presidente da República nega a acusação e diz que conversou com o Moro apenas sobre detalhes da sua segurança pessoal e de sua família. Bolsonaro defende a publicação parcial do conteúdo. 

    A publicidade do registro desta reunião ministerial é um dos pontos do inquérito que é relatado por Celso de Mello no STF sobre as denúncias de Moro. O processo foi aberto após pedido da Procuradoria-Geral da União (PGR).

    Mais:

    Bolsonaro diz que interino ficará por 'muito tempo' do comando do Ministério da Saúde
    Secretário do CIMI: Bolsonaro ajuda invasão de terras indígenas e age para COVID-19 matar no Brasil
    Embaixada do Brasil em Paris é alvo de protesto contra Bolsonaro (VÍDEOS, FOTOS)
    'Irresponsável': oposição apresenta novo pedido de impeachment contra Bolsonaro
    Troca de ministros é exemplo de 'simplificação da política' de Bolsonaro, diz sociólogo
    Tags:
    Celso de Mello, Supremo Tribunal Federal (STF)
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar