14:47 09 Julho 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Brasil luta com pandemia em meados de maio (78)
    160
    Nos siga no

    O Brasil chegou aos 168.331 casos confirmados e a 11.519 mortes pela COVID-19.

    As informações foram disponibilizadas nesta segunda-feira (11) pelo Ministério da Saúde no balanço diário da pasta sobre a pandemia e mostram que 69.232 pacientes estão recuperados.

    Nas últimas 24 horas, foram registrados 5.632 novos casos, um aumento de 3,4% em relação ao balanço publicado no domingo (10), quando foram contabilizadas 162.699 pessoas infectadas. As novas mortes na atualização somaram 396, um acréscimo de 3,5% em relação a domingo, quando o balanço divulgou 11.123 falecimentos.

    A taxa de letalidade está em 6,8%. Do total de casos confirmados, 82.344 estão em acompanhamento e 69.232 foram recuperados. O Ministério da Saúde não divulgou as mortes em investigação nesta segunda-feira (11), como vinha fazendo até a semana passada.

    São Paulo continua sendo o epicentro da pandemia no país, concentrando o maior número de falecimentos (3.743). O estado é seguido pelo Rio de Janeiro (1.770), Ceará (1.189), Pernambuco (1.087) e Amazonas (1.035).

    Também foram registradas mortes no Pará (708), Maranhão (399), Bahia (211), Espírito Santo (196), Minas Gerais (121), Paraíba (139), Alagoas (138), Paraná (111), Rio Grande do Sul (105), Rio Grande do Norte (92), Santa Catarina (69), Amapá (73), Goiás (49), Rondônia (47), Acre (45), Piauí (45), Distrito Federal (44), Sergipe (37), Roraima (24), Mato Grosso (19), Mato Grosso do Sul (11) e Tocantins (12).

    Tema:
    Brasil luta com pandemia em meados de maio (78)

    Mais:

    Câmara cancela sessão desta segunda-feira em luto por COVID-19
    'Taxa de mortalidade por COVID-19 na Rússia é 7,4 vezes abaixo da média global', diz vice-premiê
    COVID-19: Argentina prorroga quarentena até 24 de maio
    Tags:
    Ministério da Saúde, novo coronavírus, COVID-19, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar