12:05 27 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Brasil no combate ao coronavírus no início de maio (66)
    0 294
    Nos siga no

    O Ministério da Saúde divulgou um novo balanço neste domingo (10) relatando que os casos confirmados de novo coronavírus no país já somam 162.699, com pelo menos 11.123 mortes.

    Mais cedo, o portal G1 fez um levantamento junto a secretarias estaduais de Saúde que davam conta de 157.695 contaminados e 10.757 mortos pela COVID-19, mas esses números foram atualizados depois pelas autoridades federais do setor. 

    ​Segundo dados do Ministério da Saúde, o estado de São Paulo lidera o ranking em número de casos (45.444) e óbitos (3.709). No entanto, a incidência e a mortalidade, que levam em consideração o tamanho da população em cada estado, são maiores no Amapá (309 incidências por 100 mil habitantes e 8,5 mortalidades por 100 mil habitantes) e no Amazonas (304 incidências por 100 mil habitantes e 24,2 mortalidades por 100 mil habitantes).

    Já no que diz respeito à capacidade de atendimento dos sistemas estaduais, o Rio de Janeiro, segundo o G1, apresenta a maior taxa de ocupação dos leitos de UTI, com 98%, seguido de Maranhão (92,25%), Amazonas e Ceará (ambos com 90%). 

    Em todo o mundo, de acordo com o Centro de Recursos de Coronavírus da Universidade Johns Hopkins, 4.098.981 pessoas já testaram positivo para o novo coronavírus em todo o mundo, das quais 282.553 acabaram falecendo. Os Estados Unidos lideram a lista de infectados e de vítimas fatais, com 1.329.072 casos e 79.522 mortes.

    Tema:
    Brasil no combate ao coronavírus no início de maio (66)

    Mais:

    Cientistas de Hong Kong preocupados com novo vírus transmitido por ratos
    Por que China contornaria melhor crise originada por pandemia que outros países?
    Coronavírus pode entrar no corpo através dos olhos, alertam cientistas
    Tags:
    pandemia, doença, saúde, mortes, surto, COVID-19, novo coronavírus, Ministério da Saúde, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar