15:56 09 Julho 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Brasil no combate ao coronavírus no início de maio (66)
    4113
    Nos siga no

    Um editorial da revista científica Lancet, uma das mais prestigiadas do mundo, criticou nesta sexta-feira (8) o presidente Jair Bolsonaro.

    Na publicação intitulada "COVID-19 no Brasil: E daí?", a revista diz que Bolsonaro, com seu discurso e ações contrários ao isolamento social, é a principal ameaça aos esforços de combate à pandemia da COVID-19.

    "Neste momento, cidades grandes como São Paulo e o Rio de Janeiro são os principais focos, mas há sinais de que a infecção está se deslocando para o interior dos Estados, onde estão localizadas cidades menores, sem provisões adequadas de leitos com cuidados intensivos e ventiladores. Ainda assim, talvez a maior ameaça à resposta à COVID-19 para o Brasil seja o seu presidente Jair Bolsonaro", escreveu.

    A publicação científica criticou o "E daí?", proferido por Bolsonaro ao ser perguntado na terça-feira da semana passada por jornalistas sobre o fato de o Brasil ter superado a China em número de mortes provocadas pela COVID-19.

    Para a revista, Bolsonaro "continua semeando confusão, desprezando e desencorajando abertamente as sensatas medidas de distanciamento físico e confinamento introduzidas pelos governadores de Estado e pelos prefeitos das cidades".

    No editorial, a Lancet chamou de "desorganização" a troca do ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, demitido por Bolsonaro e do ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, que pediu demissão da Justiça e, ao sair, fez acusações contra o presidente.

    "Esta desorganização no centro da administração do governo é não só uma distração com consequências fatais no meio de uma situação de emergência de saúde pública, mas também um forte sinal de que a liderança no Brasil perdeu o seu compasso moral, se é que alguma vez teve um", escreveram.

    A revista também disse que Bolsonaro precisa mudar o rumo da condução da pandemia ou terá que sair do governo.

    "O Brasil como país deve unir-se para dar uma resposta clara ao 'E daí?' do presidente. Bolsonaro precisa mudar drasticamente o seu rumo ou terá de ser o próximo a sair", finalizou a revista.

    Tema:
    Brasil no combate ao coronavírus no início de maio (66)

    Mais:

    Moro diz que Bolsonaro pediu PF no Rio: 'Você tem 27 superintendências, eu quero apenas 1'
    Manaus 'marca posição' e expõe Bolsonaro ao buscar ajuda internacional, diz analista
    'E daí? Lamento. Quer que eu faça o quê?’, diz Bolsonaro sobre mortes por COVID-19
    Cerca de 500 respiradores importados pelo governo de SP ficam bloqueados em aeroporto da China
    Coronavírus pode afetar e se multiplicar nos neurônios, diz estudo da Unicamp
    Tags:
    novo coronavírus, Brasil, Bolsonaro, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar