23:39 04 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Brasil no combate ao coronavírus no início de maio (66)
    0 73
    Nos siga no

    Prevista para 11 de maio, a reabertura de setores do comércio no Distrito Federal (DF), fechados para evitar a disseminação do novo coronavírus, foi suspensa pela Justiça. 

    A decisão de proibir "qualquer ampliação do funcionamento de outras atividades que se encontram suspensas" é assinada pela juíza Kátia Balbino de Carvalho, da 3ª Vara Federal Cívil, atendendo ação civil pública movida pelo Ministério Público Federal, Ministério Público do Distrito Federal e Ministério Público do Trabalho.

    A juíza determinou ainda transparência nos dados da rede pública de saúde e informações sobre o planejamento de retomada das atividades 

    Além disso, agendou visita nesta quinta-feira (7) de comissão do Poder Judiciário ao órgão criado pelo governo do DF para monitorar a situação da COVID-19, que funciona no Palácio do Buruti.

    DF já tinha flexibilizado quarentena

    "Certo é que fica mais fácil encontrar novas formas de comércio do que conviver com perdas de vidas. E o retrocesso de medidas de flexibilização geram mais insegurança e podem ter impacto mais nocivo também do ponto de vista econômico", cita trecho da decisão, segundo publicado pelo portal G1. 

    O DF adotou medidas de isolamento social logo no início da epidemia do coronavírus, mas o governador Ibaneis Rocha (MDB) iniciou o relaxamento das regras. Em outros estados, como Pará, Maranhão e Ceará, autoridades estão adotando o lockdown em algumas cidades.  

    A ação civil pedia ainda a anulação da flexibilização já adotada no DF em relação a alguns setores e negócios que voltaram a funcionar, mas o a juíza não atendeu a solicitação. 

    Segundo dados do Ministério da Saúde, o Distrito Federal registra 1.818 casos da COVID-19 e 33 mortes. 

    Tema:
    Brasil no combate ao coronavírus no início de maio (66)

    Mais:

    Brasil tem 100 mil testes de coronavírus que ainda não foram contabilizados, diz Ministério da Saúde
    Colômbia estende quarentena até 24 de maio, mas flexibiliza algumas medidas
    China 'não é único lugar a ser culpado' se laboratório de Wuhan liberou coronavírus, diz cientista
    Tags:
    economia, comércio, justiça, Distrito Federal, quarentena, COVID-19, novo coronavírus
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar