01:32 12 Julho 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    9164
    Nos siga no

    Três secretários do Ministério da Justiça e Segurança Pública colocaram os cargos à disposição neste sábado (25) após a demissão de Sergio Moro do comando da pasta.

    São eles: Vladimir Passos de Freitas, secretário Nacional de Justiça; Rosalvo Franco, secretário de Operações Integradas; Luciano Timm, secretário Nacional do Consumidor. As informações foram publicadas pelo portal G1.

    Sergio Moro anunciou que deixaria o cargo de ministro da Justiça e Segurança Pública em um pronunciamento nesta sexta-feira (24).

    Luciano Timm manifestou em uma rede social "absoluta e irrestrita" solidariedade a Moro.

    ​A justificativa usada pelo ex-juiz federal é de que o presidente Jair Bolsonaro estava tentando interferir politicamente na Polícia Federal (PF), órgão sob responsabilidade do ministro da Justiça.

    A gota d'água, segundo Moro, teria sido a exoneração do então diretor-geral da PF, Maurício Valeixo. O agora ex-ministro da Justiça disse que, em conversas com Bolsonaro, o presidente não apresentou razões técnicas relacionadas a desempenho ruim ou ineficiência.

    Mais:

    Moro quer ser 'vedete do impeachment' e é candidato à sucessão presidencial de 2022, diz analista
    Analista: Para agradar Congresso, Bolsonaro terá que fazer indicações políticas após saída de Moro
    Oficial: ministro da Justiça Sergio Moro anuncia saída do governo Bolsonaro
    Aras pede abertura de inquérito para apurar denúncia de Moro contra Bolsonaro
    JN divulga evidências apresentadas por Moro contra Bolsonaro
    Tags:
    segurança pública, Ministério da Justiça, Brasil, Sergio Moro
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar