05:21 25 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Brasil combatendo coronavírus no fim de abril (64)
    703
    Nos siga no

    A partir desta quinta-feira (23), será obrigatório sair de casa com máscaras na cidade do Rio de Janeiro, segundo decreto do prefeito Marcelo Crivella publicado no último sábado (18).

    Não há restrição ao tipo de máscara usada, que pode ser caseira. O decreto diz que a população deve utilizar o item durante deslocamento por espaços de uso comum, como ruas, estradas, praças e lagoas. 

    Além disso, é obrigatório no transporte público ou privado de passageiros, ambientes de trabalho compartilhados, tanto no setor público quanto nas empresas privadas.

    Pessoas físicas que não cumprirem a medida não serão multadas, mas estabelecimentos poderão sofrer sanções. 

    Inicialmente, a prefeitura, por meio de equipes da Vigilância Sanitária, Assistência Social, Guarda Municipal e Secretaria de Ordem Pública, vai realizar ações educativas para orientar a população sobre a necessidade de usar o item. 

    A máscara serve para minimizar os riscos de disseminação do novo coronavírus. 

    O município já está sob quarentena, com as maioria do comércio fechado. Funcionários de estabelecimentos autorizados a abrir devem usar o item.

    Estátuas amanhecem de máscara na cidade

    Como parte da ação para alertar sobre a necessidade do uso do item de proteção, a prefeitura do Rio vestiu mais de 40 estátuas espalhadas pela cidade para chamar a atenção da população, como por exemplo a do Bellini, em frente ao Maracanã, e a de Noel Rosa, em Vila Isabel. 

    Estátua do Bellini, em frente ao Maracanã, amanhece de máscara como parte de ação educativa da prefeitura do Rio
    © Divulgação/Marco Antonio Rezende/Prefeitura do Rio
    Estátua do Bellini, em frente ao Maracanã, amanhece de máscara como parte de ação educativa da prefeitura do Rio

    Além disso, serão distribuídas um milhão de máscaras de um novo tipo, feitas de celulose e biodegradável, para serem usadas por um dia e descartadas.

    "O mais importante não é punir, mas conscientizar a população sobre a importância do uso de máscaras neste momento em que a curva de contágio do novo coronavírus se acentua na cidade. É preciso a colaboração de todas as pessoas. Um deve alertar o outro que não estiver usando máscara para que passe a usá-la, a fim de se proteger e proteger as demais pessoas", disse Crivella, segundo comunicado da prefeitura do Rio. 

    Município do Rio tem 3.656 casos do vírus

    Segundo números atualizados do Ministério da Saúde, o estado do Rio de Janeiro tem 5.552 casos da COVID-19 e 490 mortes. 

    No município do Rio de Janeiro, de acordo com painel da Secretaria de Saúde, foram confirmados 3.656 casos do novo coronavírus e 303 óbitos, 

    No Brasil, são 45.757 casos confirmados e 2.906 óbitos. 

    Tema:
    Brasil combatendo coronavírus no fim de abril (64)

    Mais:

    Carreata pede a reabertura do comércio no Rio de Janeiro e em São Paulo (FOTOS, VÍDEO)
    Mefloquina revela resultados positivos em pacientes infectados com COVID-19, mostra estudo russo
    Quarentena deve ser mantida? Brasileiros debatem prós e contras das medidas de isolamento
    Tags:
    Marcelo Crivella, prefeitura, Rio de Janeiro, epidemia, COVID-19, pandemia, novo coronavírus
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar