20:30 30 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    COVID-19 no Brasil no início de abril de 2020 (99)
    6171
    Nos siga no

    Segundo balanço divulgado neste sábado (11) pelo Ministério da Saúde, foram confirmados mais 1.089 casos e 68 mortes pela COVID-19 no país.

    No informe de sexta-feira (10), a pasta contabilizava 1.056 mortes e 19.638 casos. 

    Em relação ao número de casos e de mortes houve uma alta de 6% ante o boletim de ontem. 

    A taxa de letalidade da doença é de 5,4%. No entanto, provavelmente está ocorrendo uma subnotificação de casos, pois a orientação do governo é para que apenas pacientes com sintomas mais agudos da COVID-19 procurem os hospitais. 

    São Paulo é o estado mais atingido pela doença, com 8.419 casos e 560 mortes. 

    Em seguida aparecem o Rio de Janeiro, com 2.607 casos e 155 mortes; Ceará, com 1.582 casos e 67 mortes; e Amazonas, com 1.050 casos e 53 mortes. 

    Pernambuco, apesar de ser o quinto estado com mais casos, somando 816, é o terceiro em número de vítimas fatais, com 72. 

    Todos os 26 estados do país e o Distrito Federal registram casos do novo coronavírus. Tocantins, com 23 casos, segue como o único que ainda não contabiliza óbitos. 

    Primeiro caso no Brasil foi confirmado em 26 de fevereiro

    O primeiro caso no Brasil foi confirmado no dia 26 de fevereiro - um paciente que tinha retornado da Itália para São Paulo. A primeira vítima fatal foi registrada em 17 de março, em São Paulo. 

    Segundo mapa virtual da Universidade John Hopkins, o número de casos no mundo supera 1,760 milhão, enquanto as mortes somam mais de 107 mil. Neste sábado os Estados Unidos ultrapassaram a Itália como o país com o maior número de vítimas fatais pela COVID-19. 

    Tema:
    COVID-19 no Brasil no início de abril de 2020 (99)

    Mais:

    Índia prorroga a 'maior quarentena do mundo' contra a COVID-19
    Diplomata ataca E. Bolsonaro e Weintraub: relação Brasil-China não será abalada por 'irresponsáveis'
    Apesar da COVID-19, 'ambicioso' programa espacial russo deve continuar
    COVID-19: pandemia não é guerra, mas 'teste da humanidade', diz presidente alemão
    Tags:
    Itália, EUA, Universidade John Hopkins, mortes, Ministério da Saúde, saúde, doença, COVID-19, pandemia, novo coronavírus
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar