10:46 26 Maio 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    COVID-19 no Brasil no início de abril de 2020 (99)
    91616
    Nos siga no

    O presidente brasileiro Jair Bolsonaro e o primeiro-ministro indiano Narendra Modi tiveram neste sábado uma conversa telefônica, durante a qual os líderes discutiram a situação global no contexto da pandemia da COVID-19 e Brasília pediu ajuda de Nova Deli com a hidroxicloroquina.

    Do lado brasileiro, Bolsonaro pediu o desbloqueio da exportação de insumos farmacêuticos para a produção da hidroxicloroquina, medicamento usado contra a malária, lúpus e artrite, e que vem sendo testado no combate ao novo coronavírus.

    "Brasil e Índia continuarão grandes parceiros pós-crise do coronavírus, e não mediremos esforços na luta para salvar vidas", escreveu Bolsonaro em uma publicação no Facebook, reforçando que a intenção é a produção da hidroxicloroquina. O medicamento, porém, não tem eficácia científica comprovada contra a doença.

    Os indianos haviam paralisado a exportação dos insumos necessários para a produção da hidroxicloroquina. O Brasil pediu que pelo menos 31,6 toneladas de ingredientes usados pela indústria farmacêutica nacional sejam enviadas pela Índia o mais rápido possível.

    O Ministério das Relações Exteriores da Índia também divulgou um comunicado a respeito da conversa entre os dois líderes, destacando a necessidade de uma cooperação mais estreita à luz do surto da COVID-19.

    "O primeiro-ministro Shri Narendra Modi teve uma conversa telefônica hoje com Sr. Jair Messias Bolsonaro, presidente do Brasil. Os dois líderes discutiram a situação global após a propagação da pandemia da COVID-19. O primeiro-ministro expressou suas condolências pela perda de vidas no Brasil devido à COVID-19. Ele disse que as orações de todos os indianos estavam com as pessoas amigas do Brasil neste momento. Os dois líderes enfatizaram o significado de uma cooperação estreita entre a Índia e o Brasil, tanto bilateralmente quanto institucionalmente multilateralmente, para mitigar as graves crises causadas pela COVID-19", afirmou a nota.

    Modi prometeu seu compromisso de apoiar o Brasil durante o surto. Além disso, os líderes concordaram em atualizar-se regularmente sobre os desenvolvimentos relativos à COVID-19.

    O número de casos de coronavírus na Índia atingiu 3.072 a partir de sábado e 75 pessoas morreram com a doença. No Brasil, o número de pessoas que morreram de COVID-19 aumentou de 60 para 359 nas últimas 24 horas, enquanto o número de casos aumentou de 7.910 para 9.056.

    Tema:
    COVID-19 no Brasil no início de abril de 2020 (99)

    Mais:

    'Vai chegar a hora' e 'vamos vencer essa guerra',  diz Bolsonaro a apoiadores
    Bolsonaro tem aprovação de 33% e Ministério da Saúde de 76% diante de crise do coronavírus
    Por 'expor' brasileiros à COVID-19, juristas denunciam Bolsonaro no Tribunal Penal Internacional
    Tags:
    saúde, relações bilaterais, medicamentos, novo coronavírus, COVID-19, Ernesto Araújo, Jair Bolsonaro, Narendra Modi, Índia, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar