11:39 06 Abril 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Brasil enfrenta COVID-19 (234)
    306
    Nos siga no

    A juiza substituta da 13ª Vara da Justiça Federal de Curitiba, Gabriela Hardt, determinou nesta quinta-feira (26) a prisão domiciliar do ex-deputado Eduardo Cunha por conta da pandemia do coronavírus.

    A juiza alegou que Cunha tem frágil estado de saúde e, com 61 anos, faz parte do grupo de risco da COVID-19, que causa mais mortes entre os idosos.

    "Considerando a excepcional situação de pandemia do vírus COVID- 19, por se tratar o requerente de pessoa mais vulnerável ao risco de contaminação, considerando sua idade e seu frágil estado de saúde, substituo, por ora, a prisão preventiva de Eduardo Consentino da Cunha por prisão domiciliar, sob monitoração eletrônica", afirmou Gabriela Hardt.

    De acordo com a determinação, a revogação da prisão preventiva "é absolutamente excepcional" e será mantida somente durante o período da pandemia ou se o estado de saúde de Cunha justificar essa necessidade.

    O ex-deputado federal, que está preso desde 2016, foi submetido a um exame de coronavírus. Cunha realizou uma cirurgia na semana passada com um médico que foi diagnosticado com a COVID-19.

    Tema:
    Brasil enfrenta COVID-19 (234)

    Mais:

    Itália registra mais 712 mortes por coronavírus e número total chega a 8.215
    Número de casos de coronavírus nos EUA supera o da China
    Bolsonaro diz que não teme coronavírus pois brasileiro pula em 'esgoto' e 'não acontece nada'
    Tags:
    novo coronavírus, prisão, COVID-19, Eduardo Cunha
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar