21:31 20 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Brasil enfrenta COVID-19 (101)
    8120
    Nos siga no

    O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) anunciou neste domingo uma injeção de R$ 55 bilhões na economia brasileira, o equivalente a quase todo o desembolso feito pela instituição em 2019. A meta é, principalmente, evitar demissões.

    Além disso, o BNDES anunciou a suspensão de cobrança de empréstimos por seis meses, beneficiando setores como petróleo e gás, aeroportos, portos, energia, transporte, saúde, mobilidade urbana, indústria e comércio e serviços, em um total de R$ 30 bilhões.

    Sobre o pacote de R$ 55 bilhões, anunciado em uma transmissão pela Internet pelo presidente do BNDES, Gustavo Montezano, a meta é reforçar o caixa das empresas e dar suporte aos trabalhadores neste momento de crise causada pela COVID-19. Um total de 150 mil empresas, que têm mais de 2 milhões de funcionários, terão acesso aos recursos.

    Outras medidas anunciadas pelo banco, segundo o G1, dizem respeito ao pacote a transferência de R$ 20 bilhões do PIS/PASEP para o FGTS dos trabalhadores, e o apoio às micro, pequenas e médias empresas, para as quais serão destinados R$ 5 bilhões.

    Campanha contra a COVID-19 no Rio de Janeiro
    © Folhapress / Jorge Hely/FramePhoto/Folhapress
    Campanha contra a COVID-19 no Rio de Janeiro

    Lava Jato contra o coronavírus

    Em decisão neste domingo, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes determinou de R$ 1,6 bilhão da Petrobras recuperados pela Operação Lava Jato sejam disponibilizados ao Ministério da Saúde para combater o novo coronavírus.

    A decisão de Moraes atende a um pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR).

    Tema:
    Brasil enfrenta COVID-19 (101)

    Mais:

    Em meio à crise da COVID-19, Bolsa Família tem corte de 158 mil benefícios
    'O vírus é um monstro tentando te matar': testemunho de paciente com COVID-19
    Governo de São Paulo confirma mais 6 mortes pela COVID-19 e decreta quarentena em todo o estado
    Tags:
    empréstimos, demissões, comércio, economia, saúde, novo coronavírus, COVID-19, BNDES, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar