09:29 25 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    262434
    Nos siga no

    A Embaixada da China no Brasil, em Brasília, passou a receber desde esta quinta-feira (19) ligações agressivas.

    Segundo as informações publicadas pelo jornal O Globo, os telefonemas começaram depois da publicação de Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) nas redes sociais, que responsabilizou a China pela pandemia do novo coronavírus.

    Fontes da embaixada relataram ao jornal que já foi pedido reforço na segurança do local. Todos os números identificados estão sendo anotados e serão repassados à polícia brasileira.

    Desde a última segunda-feira (16) que a Embaixada da China vinha registrando crescimento de ataques ao país feitos por brasileiros, por meio das redes sociais.

    O embaixador da China no Brasil, Yang Wanming, publicou um post informando que recebeu ameaças, mas depois apagou a mensagem.

    ​Em seu Twitter, Eduardo Bolsonaro republicou um texto que diz que a pandemia do coronavírus é responsabilidade do "Partido Comunista Chinês".

    ​A embaixada chinesa disse que o filho do presidente Jair Bolsonaro foi infectado por um "vírus mental" em Miami.

    A China é o principal parceiro comercial do Brasil.

    Mais:

    Coronavírus deverá fazer cair investimento chinês no Brasil, diz analista
    Eduardo Bolsonaro contraiu 'vírus mental' em Miami, diz embaixada da China no Brasil
    O que políticos e personalidades do Brasil acham da briga com China, iniciada por Eduardo Bolsonaro?
    Tags:
    novo coronavírus, comércio, ataques, Brasil, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar