21:39 04 Abril 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Brasil enfrenta COVID-19 (234)
    32916
    Nos siga no

    O presidente Jair Bolsonaro disse nesta terça-feira (17), em entrevista concedida na entrada do Palácio da Alvorada, que fechará a fronteira entre Brasil e Venezuela, em Roraima.

    Em entrevista a repórteres no Palácio da Alvorada, Bolsonaro disse nesta tarde que a medida será publicada no Diário Oficial da União desta quarta (18) e irá prever que o tráfego de mercadorias continuará liberado.

    "Eu não quero criticar nenhum governador, alguns estão tomando medidas positivas, outros, no meu entender, estão se excedendo. Publica no Diário Oficial da União de amanhã a questão de fechar em especial a fronteira da Venezuela, que é a mais sensível. Agora, alguns acham que a palavra 'fechar fronteira' é uma palavra mágica. Se a gente tivesse poder de fechar a fronteira como muitos pensam, não teria entrada de arma nem de droga no Brasil. Temos 17 mil quilômetros de fronteira", afirmou o presidente.

    "Não é um fechamento total. O tráfego de mercadorias vai continuar acontecendo. Porque separa Roraima. Se você fecha o tráfego com a Venezuela, a economia de Roraima desancd. A mesma coisa a Venezuela em parte também tem esse tráfego de mercadorias conosco. Não tem como tomar medidas radicais. Não vai dar certo", declarou Bolsonaro.

    O presidente Jair Bolsonaro também voltou a falar que não se pode ter "histeria" com a pandemia do novo coronavírus, afirmando que "pode ter aproveitamento político disso".

    De acordo com os últimos dados divulgados pelo Ministério da Saúde, o Brasil tem um total de 290 casos confirmados, 8.819 suspeitos e uma morte por conta da COVID-19.

    Tema:
    Brasil enfrenta COVID-19 (234)

    Mais:

    Forças Armadas da Venezuela declaram 'sucesso total' na conclusão de exercícios militares (VÍDEO)
    Maduro coloca parte da Venezuela sob quarentena em meio a surto da COVID-19
    Maduro impõe quarentena nacional na Venezuela devido ao coronavírus
    Tags:
    fronteira, novo coronavírus, Venezuela, Jair Bolsonaro
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar