12:31 09 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    551
    Nos siga no

    O número 2 da Secretaria de Comunicação da Presidência (Secom), o secretário-adjunto Samy Liberman, também testou positivo para o novo coronavírus, a exemplo do chefe da pasta, Fabio Wajngarten.

    A informação foi divulgada neste domingo pelo Estado de S. Paulo, que cita integrantes do Palácio do Planalto. 

    Assim como Wajngarten, Liberman também esteve em Mar-a-Lago, na Flórida, durante a recente visita do presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, aos Estados Unidos. Embora não tenha participado da agenda oficial, realizou reuniões e encontrou a vice-presidente da CNN Internacional, Corinna Keller, escreve o jornal. 

    ​Com a confirmação do diagnóstico de Samy Liberman, sobe para sete o número de pessoas contaminadas pelo novo coronavírus ligadas ao recente encontro entre o presidente brasileiro e o seu homólogo norte-americano, Donald Trump. Além dele e de Fabio Wajngarten, estão com a COVID-19 o embaixador Nestor Forster, o senador Nelsinho Trad (PTB-MS), a advogada Karina Kufa, o publicitário Sérgio Lima e o prefeito de Miami, Francis Suarez.

    Mais:

    Coronavírus é a 'maior crise que Europa enfrenta desde a 2ª Guerra', diz chefe do Parlamento Europeu
    Coronavírus se espalha pela África e países esperam pelo pior
    Estes são os únicos lugares livres do coronavírus no planeta
    Tags:
    Donald Trump, Jair Bolsonaro, pandemia, epidemia, doença, surto, novo coronavírus, COVID-19, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar