08:59 30 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    9716
    Nos siga no

    O ex-presidenciável Guilherme Boulos (PSOL) afirmou nesta quinta-feira (5) que um coordenador do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) foi assassinado pela Polícia Militar em Uberlândia, Minas Gerais.

    De acordo com Boulos, a vítima é Daniquel Oliveira, tinha 41 anos e "foi executado friamente por policiais". O político fez a denúncia pelo Twitter:

    "Daniquel, que era o responsável pela infraestrutura da ocupação organizada pelo MTST há três anos na região, foi atingido por um tiro na nuca depois de subir em um poste de uma das casas do terreno ocupado", disse o MTST em nota. "O Movimento dos Trabalhadores Sem Teto expressa o seu mais profundo repúdio diante deste ato de barbárie cometido por agentes de segurança pública."

    Ainda de acordo com o movimento, a PM mineira acusa injustamente o Daniquel de portar uma arma no momento de sua morte na Ocupação Fidel Castro. 

    Mais:

    Ideologia deve ficar de lado, adverte analista sobre ida de Bolsonaro ao Uruguai
    Fernández preferiu ver derrota de seu time de futebol a ver Bolsonaro no Uruguai, diz mídia (FOTO)
    Bolsonaro usa humorista para se esquivar de perguntas sobre resultado do PIB (VÍDEO)
    Bolsonaro expulsa representantes diplomáticos da Venezuela no Brasil, diz jornal
    Tags:
    Minas Gerais, Guilherme Boulos, MTST
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar