17:36 29 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    460
    Nos siga no

    Maioria dos policiais que estavam amotinados no 18º Batalhão da Polícia Militar decidiu neste domingo (1º) dar ao motim que durou 13 dias.

    A decisão foi tomada em uma votação após uma comissão especial formada por membros dos três poderes no Ceará, assim como por representantes dos PMs, apresentar uma proposta para encerrar o motim.

    Segundo um dos pontos do acordo alcançado, os policiais que permaneciam amotinados devem retornar aos postos de trabalho nesta segunda-feira (2).

    senador licenciado Cid Gomes (PDT) (de camiseta laranja) dirige retroescavadeira durante protesto de policiais na cidade de Sobral, no interior do Ceará, na tarde de quarta-feira (19)
    © Folhapress / Wellington Macedo
    senador licenciado Cid Gomes (PDT) (de camiseta laranja) dirige retroescavadeira durante protesto de policiais na cidade de Sobral, no interior do Ceará, na tarde de quarta-feira (19)
    Além disso, foi acordado que os policiais terão apoio de instituições que não pertencem ao Governo do Estado, como Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Defensoria Pública e Exército; os policiais terão direito a um processo legal sem perseguição, com amplo direito a defesa e contraditório, e acompanhamento das instituições mencionadas anteriormente; o governo do Ceará não vai realizar transferências de policiais para trabalhar no interior do estado em um prazo de 60 dias contados a partir do fim do motim; e a revisão de todos os processos adotados contra policiais militares durante a paralisação.

    Uma das principais demandas da categoria, a anistia aos militares que participaram do motim, não foi atendida pelo governo.

    Desde o começo da manifestação dos policiais, o Ceará sofreu com um grande aumento no número de homicídios, crescendo 138% em comparação com os primeiros 25 dias de fevereiro do ano passado.

    Mais:

    'Situação está sob controle', diz Moro ao visitar Ceará
    Ceará registra mais 23 homicídios e total durante motim chega a 170
    Moro condena motim da PM no Ceará, mas diz que policial não deve ser tratado como criminoso
    Tags:
    motim, manifestação, PM, policiais, Ceará
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar