11:04 19 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Brasil enfrenta COVID-19 (101)
    5334
    Nos siga no

    Após contraprova dar resultado positivo, morador de São Paulo se torna primeiro caso de coronavírus no Brasil.

    Hoje (26), o ministro da Saúde brasileiro, Luiz Henrique Mandetta, confirmou o primeiro caso do coronavírus no Brasil.

    Trata-se de um brasileiro, de 61 anos de idade, que mora na cidade de São Paulo.

    Após os primeiros exames, realizados no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, foi feita uma contraprova no Instituto Adolfo Lutz na última noite. Os dois exames tiveram resultados positivos para coronavírus.

    A contraprova reafirmou o resultado dos primeiros exames hoje mais cedo, apontando a presença do coronavírus. Contudo, a confirmação oficial saiu somente agora.

    Ainda segundo o secretário de Saúde de São Paulo, José Henrique Germann Ferreira, o número de pessoas suspeitas do coronavírus no Brasil deverá aumentar, tendo em vista o maior número de países em que foi confirmado o vírus.

    Estado de saúde

    Também foi informado pelo governo que o primeiro infectado pelo vírus passa bem e está com sua família.

    O primeiro infectado pelo coronavírus no Brasil voltou recentemente de viagem da Itália, mais especificamente da região da Lombardia, onde ficou hospedado de 9 a 21 de fevereiro.

    Primeiro caso de coronavírus do Brasil desembarcou e no dia seguinte teve contato com 30 familiares em casa, revelou o ministro da Saúde.

    Vale destacar que a maioria dos casos de infecção pelo coronavírus na Itália corresponde à Lombardia.

    Suspeitas

    Até o momento, o Brasil possui 20 suspeitas, enquanto 59 casos foram descartados. 

    A idade das pessoas varia entre 20 e 68 anos.

    Esforços do governo

    Por sua vez, todos os estados brasileiros fizeram seus planos de contingência se preparando para qualquer propagação do coronavírus.

    No momento, os agentes de Saúde do governo estão em fase de contenção, onde se aplicam esforços para impedir a proliferação.

    Ainda segundo o ministro Mandetta, todos os estados receberão materiais para combater o coronavírus e, caso necessário, 1.000 leitos serão disponibilizados para tratar pacientes infectados.

    "O sistema brasileiro agiu com muita agilidade, com muito profissionalismo", declarou Mandetta.

    Pelo inverno frio e por apresentar maior quantidade de casos de problemas respiratórios, laboratórios da região Sul serão reforçados para atender a possíveis pacientes de coronavírus, promete o ministro da Saúde do Brasil.

    O secretário-executivo do Ministério da Saúde, João Gabbardo dos Reis, declarou que antivirais serão dados a todos os pacientes que cheguem de fora, busquem ajuda médica e apresentem problemas respiratórios, tenham coronavírus ou não.

    Todos os que buscarem os serviços médicos com suspeita do coronavírus serão submetidos aos mesmos procedimentos, seja pela rede de saúde privada ou pública, segundo o ministro.

    Vírus 'pandêmico'

    Ministro disse que surto do coronavírus tem traços de pandemia e que a Organização Mundial da Saúde (OMS) em breve deverá classificar o vírus como pandêmico.

    Tema:
    Brasil enfrenta COVID-19 (101)

    Mais:

    Polícia iraniana prende 24 por espalhar boatos sobre coronavírus na Internet
    Rússia suspende comunicação aérea com Coreia do Sul por causa do coronavírus
    Livro escrito há 40 anos 'previu' coronavírus vindo de Wuhan
    Tags:
    Ministério da Saúde, infecção, Brasil, doença, novo coronavírus
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar