07:47 06 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    938
    Nos siga no

    A ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, se retirou de uma reunião da ONU (Organização das Nações Unidas) nesta terça-feira (25) durante a fala de um integrante do governo da Venezuela.

    O presidente Jair Bolsonaro não reconhece o governo de Maduro e apoia Juan Guaidó, opositor e autoproclamado presidente da Venezuela.

    "Não daremos palanque a regime ilegítimo e sanguinário. Chega. O povo venezuelano não aguenta mais. As crianças daquele país pedem socorro", afirmou Damares em texto publicado nas redes sociais.

    Damares Alves chefia a delegação brasileira na sessão do Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas, em Genebra.

    Durante o discurso que fez na segunda-feira (24), Damares Alves já havia atacado o governo de Maduro.

    Mais:

    Bolsonaro reitera apoio a Guaidó: 'povo venezuelano é escravizado por um ditador'
    Lançamento de campanha de Damares que prega 'abstinência sexual' gera paródia e memes nas redes
    Bolsonaro defende Damares e diz que pessoa com HIV é uma 'despesa para todos aqui no Brasil' (VÍDEO)
    Damares fala na ONU sobre 'afronta à fé cristã' no carnaval e promete ações
    Tags:
    Jair Bolsonaro, Nicolas Maduro, Venezuela, Brasil, ONU, Damares Alves
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar